PUBLICIDADE
Actualidade

Desigualdades entre homens e mulheres no presente têm efeitos no futuro - Mariana Vieira da Silva

08 | 03 | 2021   15.39H

A ministra de Estado e da Presidência alertou hoje que qualquer discriminação no presente tem uma consequência no futuro, dando como exemplo as desigualdades salariais e os efeitos nas pensões, defendendo que são precisas mais e melhores respostas.

Na sua intervenção na conferência digital sobre o tema "O impacto socioeconómico da covid-19 na igualdade de género", organizado pela Comissão Nacional para os Direitos Humanos, Mariana Vieira da Silva destacou que é preciso compreender que as desigualdades estão a agravar-se e com essa constatação desenhar políticas para o futuro pós pandemia.

Nas palavras da ministra, é preciso ter consciência que qualquer desigualdade entre homens e mulheres, por exemplo no emprego ou salarial, "não se traduz apenas nessa desigualdade salarial, o que já seria grave, mas também nas desigualdades nas pensões".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE