PUBLICIDADE
Actualidade

PCP propõe ajudas de custo para gastos acrescidos do teletrabalho

27 | 03 | 2021   17.59H

O PCP defendeu hoje medidas para regulamentar o teletrabalho que incluem o pagamento de ajudas de custo para os gastos acrescidos, a fixação de um horário e a possibilidade de rejeitar esta modalidade de trabalho.

Em comunicado, o Partido Comunista Português explica ter entregado no parlamento, na sexta-feira, um projeto de lei para proteger os trabalhadores em regime de teletrabalho, que aumentou exponencialmente desde o início da pandemia de covid-19.

O partido começa por referir que "no conceito de teletrabalho se misturam realidades muito diferentes: o trabalho à distância em instalações da empresa, o trabalho à distância em espaço comum a várias empresas e o trabalho a partir da residência dos trabalhadores, que é, afinal, o que pretende ser promovido e endeusado".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE