PUBLICIDADE
Moçambique/Ataques

Pelo menos 11.000 pessoas fugiram de Palma após ataque - ONU

06 | 04 | 2021   13.25H

Pelo menos 11.000 pessoas fugiram da cidade moçambicana de Palma desde o ataque 'jihadista', a 24 de março, e milhares ficaram retidas na zona, disse hoje a Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

Os civis em fuga estão a chegar, alguns deles a pé, a localidades como Pemba (capital provincial), Nangade, Mueda e Montepuez, embora os voos humanitários fretados para retirar estas pessoas deslocadas tenham sido suspensos, disse o porta-voz do ACNUR, Babar Baloch numa conferência de imprensa.

A mesma fonte acrescentou que cerca de 1.000 pessoas deslocadas que tentaram fugir para a vizinha Tanzânia em busca de asilo não foram autorizadas a atravessar a fronteira.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE