PUBLICIDADE
UE/Presidência

Irlanda considera "improvável" conclusão do acordo UE-Mercosul no semestre

08 | 04 | 2021   05.01H

A Irlanda considera "improvável" que o acordo comercial UE-Mercosul seja concluído durante a presidência portuguesa do Conselho da União Europeia e insiste em garantias de que a desflorestação da Amazónia vai ser travada.

"Penso que é improvável que seja concluído durante a presidência portuguesa, mas seguramente gostaríamos de ver progressos, progressos positivos", afirma o ministro dos Assuntos Europeus da Irlanda, Thomas Byrne, em entrevista à Lusa à margem de uma visita a Lisboa.

Apontada como uma prioridade pela presidência portuguesa, a conclusão do acordo comercial, alcançado em junho de 2019 entre a UE e os países do Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai), após duas décadas de negociações, está atualmente em fase de tradução e revisão jurídica, finda a qual, com um acordo político dos 27, os países de ambos os blocos deverão ratificá-lo.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE