PUBLICIDADE
Liga | Académica 0-2 Sp. Braga

Na frente, de pulso firme

17 | 01 | 2010   19.59H

É mesmo mais: Domingos Paciência olha para os outros campeonatos europeus e percebe que a sua equipa tem a melhor defesa de todos eles.

Por isso mesmo, o penálti de origem duvidosa convertido por Meyong, no primeiro tempo, fez o técnico dos minhotos respirar de alívio, pois tem noção de que muito dificilmente a sua equipa perde vantagens.

Mesmo que pela frente esteja uma Académica de André Villas-Boas digna de respeito, pois tinha vencido sem sofrer golos os quatro jogos caseiros na Liga durante a recente era do jovem técnico.

Depois de uma primeira parte sem supremacia evidente de qualquer das partes, mas com o golo de Meyong a ditar distâncias, o Sporting de Braga surgiu mais confiante no segundo tempo e justificou mais cedo o dilatar definitivo do marcador, que só viria a surgir perto do fim.

Matheus não teve misericórdia de Licá, que acabara de substituir o expulso Rui Nereu na baliza conimbricense, e fuzilou as redes para o resultado final.

Antes de receber o Sporting, o emblema de Braga abre seis pontos de vantagem para o FC Porto e espera pelo resultado do Benfica na visita ao Marítimo, para saber se continua líder com ou sem companhia.

Rui Alexandre Coelho | rcoelho@destak.pt
Foto: Paulo Novais/Lusa
Na frente, de pulso firme | © Paulo Novais/Lusa

4 comentários

  • Com árbitros de outros países, o Braga nem tinha metade dos pontos.
    Podem agradecer ao Pinto da Costa.
    Rogério, Gondomar | 18.01.2010 | 07.46H
  • ...que o SC BRAGA vos está a incomodar... lá isso é verdade.
    O penalty sobre o Meyong ficou só no sub-consciente do arbitro.
    tetra-anti-benficuista | 18.01.2010 | 00.53H
  • 17.01.2010 | 21.42Hcomentário reprovado
  • 17.01.2010 | 21.24Hcomentário reprovado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE