PUBLICIDADE
pobreza

Arranca recolha de alimentos para familias carenciadas receberem na Páscoa

27 | 02 | 2010   16.07H

A iniciativa que hoje arranca no Porto partiu da Legião da Boa Vontade que, além da "vasta lista de pessoas que apoia durante todo o ano", aproveita épocas típicas de "união de família" para apoiar novos casos.

"Ajudamos mensalmente mais de uma centena de famílias mas, na Páscoa e no Natal, procuramos atender outros pedidos que nos estão sempre a surgir", explicou Eduarda Pereira, porta-voz da Legião da Boa Vontade.

Muitos dos casos que hoje são apoiados pela organização foram denunciados por outras instituições, juntas de freguesia, hospitais e até vizinhos. Perante os pedidos de auxílio, uma equipa da Legião visita as famílias para verificar as suas reais necessidades.

De acordo com a responsável, as 650 famílias que agora vão ser apoiadas são "situações de risco social", porque não têm rede familiar ou amigos que as ajudem ou simplesmente porque ficaram desempregadas.

A recolha de alimentos começa hoje no Porto mas também vai decorrer em Coimbra e em Lisboa. No final, a Legião espera ter conseguido recolher o suficiente para fazer 650 cabazes da Páscoa para 150 famílias da área metropolitana de Lisboa e 500 da zona do Porto.

Cada cabaz, que deverá ter pelo menos 26 quilos, será composto por produtos como arroz, açúcar, massas, óleo, farinhas e conservas, mas "as pessoas poderão incluir também amêndoas". No final, é preciso conseguir multiplicar os 26 quilos de cada cabaz por 650, para que cada uma das famílias escolhidas possa receber o seu na Páscoa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE