cultura

Dificuldades financeiras da Tobis Portuguesa preocupam ministra

14 | 04 | 2010   18.41H

A ministra falava durante uma audição na Comissão Parlamentar de Ética, Sociedade e Cultura, onde foi questionada pelos deputados sobre as dificuldades financeiras da Tobis, uma das primeiras produtoras nacionais de cinema, criada há 78 anos.

O jornal Correio da Manhã noticiava hoje que a Tobis Portuguesa - na qual o Instituto do Cinema e do Audiovisual é o acionista maioritário - atualmente especializada em pós-produção de imagem e som, tem salários em atraso.

No parlamento, a ministra da Cultura disse que a Tobis "é uma nova preocupação" porque está a chegar a "uma situação limite" que "não pode continuar".

A Tobis "desempenhou um papel muito importante durante décadas, mas foi perdendo capacidade competitiva no mercado", apontou.

Gabriela Canavilhas recordou que a Tobis tinha um passivo de dois milhões de euros em 2008 e que, apesar de possuir património imobiliário próprio, o Ministério da Cultura vai intervir para "salvaguarda" da empresa.

Os deputados da comissão questionaram ainda a ministra sobre notícias relativas à saída do atual diretor artístico do Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa.

Gabriela Canavilhas disse que as negociações para rescisão "estão em bom curso e deverão estar concluídas na próxima semana", altura em que irá divulgará também quem irá substituir Christoph Dammann.

A ministra assegurou que a saída de Dammann, que assumiu a direção artística do único teatro nacional de ópera do país em 2007, "nada tem a ver com critérios estéticos pessoais".

"Não se trata do meu gosto pessoal. Eu agi no interesse geral dos cidadãos", asseverou, acrescentando que, apesar de o São Carlos ter tido mais público, isso é justificado pelo aumento de récitas.

A ministra sublinhou que a avaliação da crítica e do público "tem sido negativa".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

3 comentários

  • Como é o quê? Onde é que aprendeste a escre()er?
    Tito | 14.04.2010 | 22.17Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A Companhia Portuguesa de Filmes Sonoros Tobis Klangfilm foi criada em 3 de Junho de 1932, com o intuito de apoiar e fomentar o desenvolvimento do Cinema Português,...Como é fa()cista...?
    Coirão | 14.04.2010 | 22.03Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Veremos o que vai fazer. A empresa precisa de uma reestruturação profunda e de coragem para agir. Coragem que ninguém tem tido. Nem Ministros nem Direcção do Inst. do Cinema.
    A ver vamos.
    Tobis Portugeusa | 14.04.2010 | 20.27Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE