PUBLICIDADE
Crise/Medidas

Famílias Numerosas: Governo prejudica famílias com filhos e pratica políticas anti-natalidade

13 | 05 | 2010   11.18H

"Mais uma vez, e por falta de visão do Governo, continua a praticar-se uma política anti-natalista. Vai penalizar as famílias em função do rendimento e não do rendimento per capita. O maior sacrifício é pedido às famílias com filhos, tanto mais quanto maior o seu número de filhos", sublinha Fernando Ribeiro e Castro, presidente da Associação.

Para a APFN, prova-se agora que o primeiro ministro "se fartou de andar a enganar os portugueses" ao dizer que não haveria aumento de impostos.

"Agora vai fazer o contrário do que foi anunciando. Isto mostra que existe uma total falta de visão do Governo, que nem sequer navega à vista. Está a governar pelo sol: bate na parede e reage", comentou Fernando Ribeiro e Castro.

O Governo deverá hoje anunciar medidas para reduzir o défice e responder à pressão dos mercados internacionais. Entre as medidas que estão a ser negociadas com o PSD estão o aumento do IVA num ponto percentual nos três escalões e uma subida do IRS até 1,5 por cento. Com estas medidas, o Executivo espera receber este ano cerca de 1700 milhões de euros, o suficiente para que o défice das contas públicas possa chegar ao final de 2010 nos 7,3 por cento.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE