PUBLICIDADE
PR/Angola

Cavaco acolhe "com satisfação" investimento angolano

19 | 07 | 2010   22.04H

“Um investimento que contribui para a desejada aproximação entre os nossos dois países”, resumiu Cavaco Silva, na sua intervenção durante o banquete de Estado oferecido pelo seu homólogo angolano, José Eduardo dos Santos, para reafirmar as boas relações e amizade que unem Portugal e Angola.

Repetindo as linhas mestras do discurso desta visita a Angola, Cavaco Silva considerou que o relacionamento político entre os dois países está ao nível da “excelência”, mas sublinhou que também no que toca a intercâmbios – económico, cultural, educacional e mesmo militar – se vivem momentos de grande proximidade.

“Esta proximidade faz com que nada do que se passa em Angola nos possa ser indiferente, assim como nada do que se passa em Portugal poderá ser indiferente aos angolanos”, frisou.

Daí que o chefe de Estado considere “natural que, mais do que ninguém, os portugueses partilhem da satisfação de ver os angolanos colherem os dividendos que a conquista da paz lhes veio proporcionar”.

Sublinhando que o relacionamento bilateral “é hoje mais profundo e intenso do que alguma vez foi”, Cavaco Silva realçou ainda que “Angola é, de há muito, um dos principais parceiros comerciais de Portugal e um dos principais destinos do investimento directo português”.

“Os nossos empresários contam-se entre os que há mais tempo investem em Angola, estando presentes em praticamente todo o território e contribuindo, com o seu dinamismo, capacidade empreendedora e sentido de responsabilidade social, para a criação de postos de trabalho, para a qualificação de quadros angolanos e para o desenvolvimento económico e social do país”.

Como sinal de que Portugal “está atento às prioridades que Angola estabeleceu para o seu desenvolvimento, nomeadamente a diversificação da economia e o repovoamento do seu interior”, Cavaco Silva lembrou que ele próprio se desloca, quarta e quinta feira, às províncias de Benguela e Huíla para reuniões com empresários e com as autoridades locais.

Cavaco Silva elencou as áreas onde as relações Portugal–Angola mais se têm destacado, mas sublinhou que é ao nível económico que o momento é particularmente feliz, bastando ver como “a preocupação angolana com a diversificação do seu tecido produtivo” abriu “novos horizontes à cooperação e ao desenvolvimento das relações económicas e empresariais”.

Recordando que nos dois últimos anos Portugal “pôde contar com o apoio de Angola na prossecução da agenda definida em conjunto no seio da CPLP em domínios estratégicos”, o PR considerou que hoje em dia os dois países são “parceiros ativos e empenhados” no quadro daquela comunidade de países de língua portuguesa.

E terminou referindo que os laços entre os dois Estados farão sempre com que os respetivos povos nunca se sintam como estrangeiros em nenhum deles.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Foto: Miguel A. Lopes/Lusa
Cavaco acolhe "com satisfação" investimento angolano | © Miguel A. Lopes/Lusa

6 comentários

  • Boa noite! Pois sobre Angola já lá vai o tempo em que defendia os 40% para o M.P.L.A. e 40% para o U.N.I.T.A. e os restantes 20% para os outros Partidos. Pois isso não aconteceu, mas não estou arrependido por debater muito nessa tecla. Algumas provas está no Blog: paznomundodireitoafelicidade.blospot.com , mas em breve vou colocar mais provas. Mas como se costuma-se a dizer: são ideias, até podia dar-me para pior. Mas sobre as relações com Angola pois devemos demonstrar que Portugal e o seu povo estamos dispostos em seguir em frente, mas ANGOLA deve proporcionar um leque mais abrangente em todos as áreas. De parte a parte, deve haver o maior respeito possível, ninguém é perfeito, mas deve reinar e orientado sempre o melhor BOM-SENSO possível. Todas precisamos uns dos outros e todos precisamos de olhar pelos nossos interesses, mas com uma boa intenção de alargar o desenvolvimento por todo o PAÍS criando oportunidades, dando ao Povo Angolano o que eles merecem . Felicidades para todos!
    Manuel Pereira Magalhães | 21.07.2010 | 00.40Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Se isto não tem aprovação prévia aos comentários, deveria ter. Em qualquer país civilizado, respeitador de normas e de leis, as autoridades teriam já actuado. Recuso-me a comentar o que li mas é uma afronta á lei e aos direitos do homem. Gostaria de deixar apenas a certeza que quem o escreveu não faz a mais pequena ideia do que diz. "Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados! Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia! Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus! Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus! Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus! Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de Mim."
    Pior cego é o que não quer ver | 20.07.2010 | 09.15Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Não venham para aqui com esse paleio xenofobo de que os pretos isto e aquilo. Não queiram ser mais irracionais e selvagens do que o vosso próprio ódio aos pretos. O Zedu é um ditador oportunista e cleptocrata. É pois um homem com muitos maus vícios e que já prejudicou a vida de muita gente, com a ajuda do MFA claro está. É tão animal da selva como cada um dos comentadores, dos militares de Abril ou qualquer outra pessoa boa ou má.
    João | 20.07.2010 | 09.09Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O que entendo é que se não fossem os Portugueses de antanho e as suas NAUS, coragem e curiosidade, esta gente ainda vegetava e estaria longe a milhas da civilização... Centenas de anos de presença deviam ter dado aos Povos DESCOBRIDORES o direito de usufruto e o direito de facto. Fomos quem deu àqueles povos uma noção de Mundo e entendo que esses direitos de estar deviam ser sagrados...Claro que nestas atitudes o Comunismo Internacional e a manipulação dos povos incivilizados relativamente, teve um papel crucial e os comunistas da praça, principalmente os que já embarcaram, foi um vender de Pátria que os condenará eternamente...Por mim até as cinzas lhes queimavam para que nada restasse de si. Afinal o que existe certo e inevitável é MESMO a morte...e essa não tem cor nem exige Nacionalidade...
    MPLA já mal existe e a Bandeira de Angola tem bem vincado o contratipo da Foice e do Martelo...
    4ª Classe Salazarista | 20.07.2010 | 08.41Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Mas olha que também existe muito macaco branco.
    E até estão a gostar de África . . . !
    alexandre barreira | 20.07.2010 | 07.00Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O cheiro que essa raça tem vamos começar ganhar dinheiro a vender sabao macaco para esses animais!! Olha como o preto segura no copo... parece ou não um animal da selva???!De certeza que estava descalço!Eheheheheh bicho preto! Salazar devias é ter tomado conta destes macacos mais cedo!!! Anormais quando deixarem de ter riqueza voltam para a selva!
    Nação valente Imortal!!! | 20.07.2010 | 02.27Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE