PUBLICIDADE
Paquistão

Cerca de 800 mil pessoas isoladas, necessários 40 helicópteros

24 | 08 | 2010   20.42H

"Estas inundações sem precedentes colocam desafios logísticos sem precedentes, o que requer esforços extraordinários por parte da comunidade internacional", afirmou o secretário geral adjunto da ONU, John Holmes, com a pasta dos assuntos humanitários.

Anteriormente, o primeiro ministro paquistanês, Yousuf Raza Gilani, disse que mais de 200 serviços de saúde tinham ficado danificados e que cem mil trabalhadoras do setor estavam deslocadas.

O instituto de meteorologia avisou que serão necessárias duas semanas para o caudal do rio Indus, foco das cheias de julho, regressar aos níveis normais.

As cheias começaram com as chuvas de monção na região Noroeste, estendendo-se ao Sul.

Muitas das populações isoladas encontram-se em zonas montanhosas do Noroeste, onde estradas e pontes foram varridas pela força das águas.

Os Estados Unidos desbloquearam pelo menos 18 helicópteros, que estão a voar em missões regulares. Contudo, a ONU defende que são necessários pelo menos 40 para dar assistência aos 800 mil paquistaneses isolados.

O alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados, o antigo primeiro ministro português António Guterres, estima que perto de 700 mil pessoas foram forçadas a improvisar abrigos na província de Sindh, no Sul do Paquistão.

De acordo com a associação humanitária World Vision, só ao fim de três meses é que algumas famílias poderão regressar às suas casas.

Mais de 3,5 milhões de crianças arriscam-se a ficar doentes devido às águas contaminadas, segundo o primeiro ministro paquistanês.

O coordenador nacional de saúde, Jahanzeb Orakzai, já anunciou que uma equipa foi formada para avaliar a resposta a dar às emergências.

Instituições de caridade, Exército paquistanês e agências internacionais estão a dar comida, água, medicamentos e abrigos aos deslocados. Porém, milhões de pessoas continuam a receber muito pouca ajuda ou nenhuma.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Foto: Whaeed Khan/EPA
Cerca de 800 mil pessoas isoladas, necessários 40 helicópteros | © Whaeed Khan/EPA

1 comentário

  • que a ONU esforce em enviar mais helicopteros para assistencia alimentar ao Paquistao.
    jesus | 25.08.2010 | 07.44Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE