Equipa

Vitória de Setúbal recebe medalha de Ouro da cidade

15 | 09 | 2010   15.14H

“Sinto-me lisonjeado por ser o presidente da direção no Centenário do Vitória de Setúbal e por receber da Câmara Municipal este alto galardão, umas insígnias fantásticas. Eu e a minha direção estamos bastante felizes e honrados”, disse Fernando Oliveira.

“O Vitória de Setúbal é a instituição mais representativa do distrito de Setúbal e, se calhar – sendo mais ousado –, da margem sul do Tejo”, acrescentou o dirigente sadino, no final da sessão solene do Dia do Bocage, nos Paços do Concelho.

A medalha de Ouro da Cidade, “pelos serviços relevantes prestados pelo Vitória de Setúbal e pelo papel decisivo e fundamental para o reconhecimento geral e desportivo do concelho”, é a mais alta distinção do município setubalense, que, desde 1960, só tinha sido atribuída a título individual, por quatro vezes.

Na cerimónia em que também foram homenageadas personalidades de outras áreas, o Vitória de Setúbal viu ainda distinguidos, com a medalha de Honra de Mérito Desportivo, antigos atletas e treinadores, como Fernando Tomé, Manuel Manita e Fernando Vaz.

Para a viúva de Fernando Vaz – treinador de futebol que levou a equipa à primeira divisão na época de 1951/52 e que regressou para comandar um período áureo do clube sadino entre 1962 e 1968 –, a medalha de Honra da cidade significa o “reconhecimento” pelo trabalho do marido, que definiu como “uma pessoa competente, abnegada e que cumpriu a sua profissão com muita dignidade, paixão e alegria”.

Por sua vez, o antigo futebolista internacional do Vitória de Setúbal Fernando Tomé, congratulou-se com o facto de ter sido distinguido pelo município no mesmo dia em que o Vitória de Setúbal recebeu a medalha de Ouro da cidade.

“Conjugou-se tudo: o centenário do Vitória de Setúbal, a homenagem póstuma a Fernando Vaz e a homenagem a Manuel Manita, num dia de emoções fortes”.

“Estava ali representado o clube do meu coração e o treinador que mais me marcou desportiva e socialmente (Fernando Vaz)”, afirmou Fernando Tomé, que disse ainda querer “partilhar a medalha com todos aqueles que já envergaram a camisola do Vitória de Setúbal”.

A Câmara Municipal de Setúbal atribuiu ainda a medalha de Honra ao treinador de andebol nos escalões juniores e seniores do Vitória de Setúbal, Manuel Manita, que se sagrou campeão de juniores pelo clube sadino.

A presidente da Câmara de Setúbal, Maria das Dores Meira, justificou a atribuição da medalha de Ouro ao clube, e de diversas medalhas de Honra de Mérito Desportivo a antigos atletas e treinadores, salientando a importância do Vitória de Setúbal para a cidade.

“São 100 anos, é uma história muito longa, que se liga com a cidade. A cidade teria outra história sem o Vitória de Setúbal”, reconheceu Maria das Dores Meira.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Foto: DR
Vitória de Setúbal recebe medalha de Ouro da cidade | © DR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE