SCUT

Dispositivos dos CTT fornecidos pela Via Verde

14 | 10 | 2010   18.27H

“Os dispositivos são fornecidos pela Via Verde. Nós só acrescentamos funções de gestão da rede, como o regime pré-pago e o de adesão anónima”, referiu a fonte.

De acordo com a fonte, os CTT foram “contratados” para prestar este serviço comercial, numa condição semelhante à que já desempenham, por exemplo, na cobrança de impostos e de faturas de água, eletricidade, gás, telecomunicações e seguros.

Apesar de o fornecedor ser o mesmo, os dispositivos à venda nos CTT não podem ainda ser utilizados nas autoestradas já com portagens, o que só deverá ser possível dentro de alguns meses.

Também no futuro, os CTT deverão passar a vender aos seus balcões identificadores da Via Verde, que já dão acesso a todas as autoestradas.

A fonte referiu que, até às 12:00 de hoje, os CTT venderam 5100 dispositivos eletrónicos de portagem, 90 por cento dos quais associados a pedidos de isenção.

Àquele número, juntam-se os 1500 que, “ao abrigo das regras vigentes até ao verão, tinham já sido reservados e foram entretanto entregues aos automobilistas a custo zero”, acrescentou a fonte.

“A procura nos últimos dias tem sido muito grande, mas as vendas estão a decorrer com tranquilidade, porque temos uma grande rede de distribuição”, afirmou a fonte.

Em contraste, a Via Verde tem apenas quatro lojas (Aveiro, Santa Maria da Feira, Porto e área de serviço Trofa/Santo Tirso da A3) nas zonas das três SCUT que a partir de sexta feira passam a ter portagens.

Nas últimas semanas, a Via Verde já vendeu cerca de dez vezes mais dispositivos do que os CTT, dado que os seus identificadores dão acesso a todas as autoestradas e não apenas às SCUT e são dois euros mais baratos (25 euros), caso o cliente opte pelo extrato eletrónico.

Fonte da Via Verde disse à Lusa que, face à grande procura de identificadores que as quatro lojas estão a ter, com longas filas de espera, a empresa vai reforçar o serviço, nomeadamente alargando o horário de atendimento ao fim de semana.

O plano global de medidas de reforço de atendimento será divulgado pela Via Verde ainda hoje.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE