AR

Sócrates: A lei do despedimento permanecerá inalterada

10 | 12 | 2010   13.14H

A posição de José Sócrates foi assumida na Assembleia da República, perante os jornalistas, depois de ter participado no debate quinzenal, que foi dedicado ao tema da educação.

Interrogado sobre a amplitude das mudanças previstas pelo Governo em relação às regras que enquadrarão o mercado de trabalho, o primeiro-ministro procurou deixar uma garantia: “Não haverá nenhuma alteração no regime de despedimento, porque nem o Governo, nem o PS, estão de acordo com isso”, disse.

José Sócrates remeteu depois para o PSD a defesa das teses favoráveis a uma maior flexibilidade no mercado laboral, fazendo uma alusão ao teor do projeto de revisão constitucional apresentado pelos sociais-democratas em julho passado.

“O PSD apresentou uma alteração constitucional por forma a liberalizar o despedimento sem justa causa, por forma a permitir que se pudesse despedir sem justa causa”, disse o líder do executivo.

Para José Sócrates, “eliminar a obrigatoriedade de haver justa causa, quer dizer que se pode despedir de forma injusta, mas o Governo e o PS opõem-se a isso”.

“As regras para o despedimento permanecerão inalteradas”, frisou.

José Sócrates, que hoje terá um encontro com as confederações patronais para estudar formas de melhorar o funcionamento do mercado de trabalho, salientou que as medidas do Governo só serão tomadas após discussão com os sindicatos e com as associações empresariais.

“Queremos uma agenda para a competitividade e para o emprego. Logo a seguir a aprovação do Orçamento do Estado [ara 2011], salientei que era preciso virar a página, incentivando o crescimento, o setor exportador e o apoio à economia”, declarou o primeiro-ministro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Foto: LUSA
Sócrates: A lei do despedimento permanecerá inalterada | © LUSA

10 comentários

  • verdade seja dita,com alteraçoes ou sem elas ,mesmo quem trabalha pouco aufere ordenados atempadamente e alguns até teem que pedir emprestado para não faltarem ao serviço e serem postos na rua( justamente)
    paula pinto | 18.12.2010 | 12.55Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Além dos imbecis, quem acredita em Sócrates ?????
    paulo raul | 10.12.2010 | 22.22Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Descontrai caro 1º.... Tive uma Industria em pleno Gonçalvismo/Otelismo e recheia-a nas ventas deles...Já lá vão mais de trinta anos e nunca mais fiz a ponta de um corno... Vantagens de quem tem CONFIANÇA em si... Anotação marginal:; assim sou até hoje...
    4ª. Classe Salazarista | 10.12.2010 | 21.56Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O QUE MATA O PAÍS AOS POUCOS É A VAIDADE, A PETULANCIA , O QUE LEVA À INCOMPETENCIA.. Embora se acentuasse mais nestes ulktimos anos a meu ver, esta já vem desde o fatídidico 25 de Abril. Posso analisar bem este aspecto da gestão da coisa Publica pois já vivi metade da minha vida em cada dos dois
    Auremos | 10.12.2010 | 19.39Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Então para que se vai discutir, ó filho de uma santa...
    sacana | 10.12.2010 | 18.10Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Este sacana, quando chegar a hora de abandonar esta merda de país e deixar este povo à trancada, vai-se rir de rego cheio da cambada de carneiros que o elegeram e mantiveram todo este tempo, em conluio com esse canalha fascista do PSD. Espero que a caça às bruxas, chegue rapidamente, para se limpar o sebo a toda esta ligião de malfeitores.
    bandido | 10.12.2010 | 18.07Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • 'A lei do despedimento permanecerá inalterada'
    Este gajo cada vez que vai a Bruxelas traz de lá cada ideia...
    1º conseguiu descobrir (porque alguém lhe disse) que o mundo mudou, devia ser o unico que não sabia.
    2º Lei do despedimento, não vi ninhum empresário reclamar das verbas do despedimento, até dizem que o codigo do trabalho está bom.
    Vem esta aventesma dizer que o problema do País é o codigo do trabalho.
    Como disse João Manuel Vieira - Ou os politicos são palhaços ou querem fazer dos Portugueses palhaços, nesse caso eleja-se um palhaço profissional.
    Jonas | 10.12.2010 | 14.36Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Não haverá alteração das leis, pois claro... o que vai haver é corte no valor de idiminização para o trabalhador.
    Pois é... | 10.12.2010 | 14.28Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • idiota de primeira... é a morte lenta do país.... as empresas precisam de boas pessoas. uma lei flexivel cria uma dinamica muito mais positiva a longo prazo. é espectacular ver estes idiotas a discursar, insistindo na liberdade, mas cada vez mais vivemos num clima dominado por leis. Não se pode fazer nada. Qualquer dia pagamos uma taxa por optar por outro pais.......é muito triste.
    João Freitas | 10.12.2010 | 13.46Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • ...BLA BLA BLA BLA ! EI-LO , NO SEU MELHOR ! ANUNCIAR MEDIDAS DE EFEITO ZERO... SEJAM Á ESQUERDA OU Á DIREITA
    ACIODO BORICO PALHETAS | 10.12.2010 | 13.44Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE