PUBLICIDADE
Segurança social

Instituto justifica funções de directores adjuntos e lembra poupança de 13% com pessoal

05 | 01 | 2011   21.03H

O PSD anunciou hoje que vai entregar um projeto de lei a propor a extinção do cargo de diretor adjunto da Segurança Social, estimando uma poupança de 1.108 mil euros.

António Nogueira de Lemos, do Conselho Directivo do Instituto da Segurança Social (ISS), explicou à agência Lusa que todos os centros distritais da Segurança social têm um director e um director adjunto em quem delegam muitas funções, "tendo em conta a grande diversidade de atividades".

Os centros distritais de Lisboa e do Porto têm dois directores adjuntos cada e está colocado outro no Centro Nacional de Pensões.

"Estes cargos existem desde a fundação do ISS e nunca foram contestados", afirmou Nogueira Lemos lembrando que a maioria dos centros distritais da segurança social têm entre 200 a 300 funcionários e os de Lisboa, Porto e Setúbal têm ainda mais.

"Estas pessoas gerem uma rede muito vasta de serviços, com delegações em quase todos os concelhos, e atividades muito diversas", assegurou.

Para o PSD, estes 21 directores adjuntos "são cargos políticos que custam ao país 1.108 mil euros e que, traduzindo em termos práticos, daria para pagar praticamente todos os abonos de família do quinto escalão durante um mês”.

António Nogueira de Lemos lembrou que o ISS reduziu em 13 por cento a despesa com os recursos humanos entre 2006 e 2010, apesar de ter absovido funções de outros organismos da segurança social.

A poupança foi conseguida quase exclusivamente à custa da saída de funcionários que se aposentaram.

No entanto, "a produtividade tem aumentado todos os anos, graças à reorganização dos serviços, à melhoria dos serviços informáticos e à automatização de muitas tarefas", afirmou o resposnsável do ISS.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • Quem podia defender, claro António Nogueira de Lemos e os restantes da direcção.
    Mas há onde cortar mais, extinguir no mínimo 1/3 de todas as outras chefias, até se atropelam.
    Acreditem que é verdade.
    Se o PSD que pegar pelos adjuntos, deve também pegar por aí.
    joao | 06.01.2011 | 12.57Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Pois claro! Rouba-se nos pequenos, para dar a estes ladrões. Claro que se deixarem de pagar aos funcionários de carreira, até poupam ainda mais e até podem levar ainda mais ordenado para casa. Tanto LADRÃO a MANDAR , onde deveria haver mais gente a trabalhar! PODE SER QUE AS ARMAS QUE FORAM ROUBADAS, PELO QUE OUVI À POUCO. SEJAM PARA FAZER A FOLHA A ESTA LADROAGEM .
    FORÇA POVO | 06.01.2011 | 08.22Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE