PUBLICIDADE
Sociedade

Maioria dos cegos portugueses recusa sair de casa

29 | 02 | 2008   09.53H

«Em média 1% da população nacional sofre de deficiência visual, o que numa cidade como Lisboa, com 3,5 milhões de habitantes, representa 35 mil invisuais.» No entanto, e apesar deles existirem, «é raro cruzarmo-nos com eles porque a maioria se refugia em casa».

Identificar estes casos e ajudar estas pessoas na reabilitação é neste momento a grande prioridade da ACAPO, adianta ao Destak o presidente da Associação, José Esteves Correia.

Além do isolamento, «só uma minoria dos cegos sabe ler e escrever braille, o que os isola ainda mais, impedindo que entrem em contacto com o Mundo que os rodeia».

Em Portugal, «existem entre 130 e 140 mil cegos, mas destes só 10 mil estão reabilitados», ou seja, reaprenderam a ler e a escrever em adultos, mas em braille.

No entanto, «só quem pas-sou pelos bancos da escola já como deficiente visual é que tem a capacidade de ler e escrever braille na perfeição».

Sistema para ler revistasPara facilitar a vida daqueles que sabem braille e ajudá-lo a lerem revistas, identificarem medicamentos e produtos nos supermercados será lançado hoje um novo sistema apelidado de Top Braille.

Apesar do custo ser elevado, 3800 euros, o presidente da ACAPO acredita que o Estado o vá considerar uma ajuda técnica e o comparticipe em 100%.

Patrícia Susano Ferreira | pferreira@destak.pt

3 comentários

  • Olha, Tiago Joel, um cego não é um cão e o cão, como você pensa e discrimina, na verdade nao existe. Aliás, um cão pode ser uma valiosa companhia, um grande amigo, um ente amado e muito mais do que os olhos de um cego. Um cão pode até ser um cão guia, e eu te convido a olhá-lo como ele realmente é. Por amor, dispa-se do seu preconceito. O meu apoio a quem ajuda aos cegos.
    Erivan Santiago França Filho | 09.04.2019 | 10.28Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Concordo plenamente, um cego não é um bicho o meu marido ficou cego em 2009 por doença, tem a reabilitação feita sabe trabalhar com o computador porque também é licenciado em Eng. electrónica e telecomonicações mesmo assim não tem consegudo voltar ao mundo do trabalho.Tem força de vontade e uma familia que o apoia bastante no entanto quando saimos à rua as pessoas são tão tacanhas que por vezes parece que estão a olhar para uma espécie rara.
    Olímpia de Fátima Duarte Nogueira de Carvalho | 01.03.2012 | 19.09Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Aicho bem que a ACAPO recoper a vida de muitos cegos antes que seja tarde de mais.
    Um cego não é um cão mas sim uma pessoa como as outras.
    E quanto ao novo sistema aicho bem que o estado comparticipe a 90 ou a 100%.
    Portanto mundo vamos ajudar quem percisa.
    Tiago Vidinha
    Tiago Joel | 05.03.2008 | 08.18H
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE