Algarve

Número de emergência para surdos mudos activo a partir de hoje

18 | 03 | 2008   15.28H

O "SMS Voz" consiste em transformar em voz um pedido de socorro feito através de mensagem escrita e enviada para o Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS), que depois redirecciona a informação às entidades responsáveis por cada caso.

O número de telefone é o 911120000 e está disponível desde as 14h00 apenas para o Algarve, prevendo-se que depois possa ser alargado a todo o país e até a outros países da Europa.

Para promover uma maior rapidez de resposta, a Associação de Surdos do Algarve e o Governo Civil de Faro, que apadrinha o projecto, divulgaram uma tabela com abreviaturas das principais situações de emergência.

Assim, situações de doença súbita deverão ser designadas por DS, situações criminais por SC e incêndios, consoante a origem, por IF (florestal), IA (agrícola), IU (Urbano) e IT (transporte).

Quanto a acidentes as siglas referem-se a acidentes rodoviários (AR), aéreos (AE), ferroviários (AF) e aquáticos (AA), devendo o emissor da mensagem informar em texto curto o local e se existem feridos.

A presidir à cerimónia de apresentação do sistema esteve a secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, Idália Moniz, que aplaudiu a iniciativa, por permitir a pessoas com "capacidades diferentes" acederem aos mesmos serviços que o resto da comunidade.

A governadora civil de Faro apelou a que o número de emergência só seja accionado mesmo em caso de necessidade, já que muitas das chamadas que chegam às autoridades a pedir ajuda são falsos alarmes.

As mensagens enviadas e cujo número pertença ao mesmo operador da linha de emergência sertão gratuitas, estando neste momento a trabalhar-se para que se torne igualmente grátis se enviado de outros operadores.

A recepção da mensagem a pedir auxílio será sempre confirmada, também através de mensagem escrita, para que a pessoa que a envia saiba que accionou devidamente o número de emergência.

O sistema hoje apresentado no Governo Civil de Faro foi traduzido igualmente em linguagem gestual, perante uma plateia composta pelas autoridades regionais e membros da Associação de Surdos no Algarve.

com Lusa

Foto: DR
DR | © DR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE