PUBLICIDADE
Execução Orçamental

BE diz que algo "não bate certo", porque superavit não é consistente com problemas de tesouraria

15 | 04 | 2011   17.19H

O Bloco de Esquerda considerou hoje que alguma coisa "não bate certo” nos números da execução orçamental divulgados pelo Governo, pois uma execução orçamental superavitária não é consistente com os problemas de tesouraria dos serviços públicos.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

“Não compreendemos como é que esta informação pode ser consistente, ou seja, uma execução orçamental superavitária, com os problemas de tesouraria que se estão a multiplicar nos diversos serviços públicos. Há aqui qualquer coisa que definitivamente não bate certo”, afirmou o deputado do BE José Gusmão, em declarações à Lusa.

Segundo uma fonte governamental, o Governo vai apresentar uma melhoria de cerca de 1.750 milhões de euros nas contas da administração central e segurança social na sua execução orçamental do primeiro trimestre deste ano quando comparado com o mesmo período de 2010, disse à Lusa fonte governamental.

Numa reação a estes dados, o deputado do BE destacou ainda que os únicos números que o Governo apresenta do ponto de vista de ajustamento orçamental são conseguidos “à custa do corte nos salários e do aumento dos impostos sobre o consumo”.

Ou seja, acrescentou, “à custa da sobrecarga dos mesmos que têm pago todo o esforço de ajustamento orçamental até agora”.

José Gusmão reiterou ainda as críticas ao executivo socialista por manter a prática de divulgar “dados parcelares” e acusou o Governo de utilizar informação do Estado como “propaganda para a campanha eleitoral do partido do Governo”.

“É uma prática que tem de terminar e não é aceitável num período de pré-campanha eleitoral”, frisou.

Saiba mais sobre:
Foto: DR
BE diz que algo "não bate certo", porque superavit não é consistente com problemas de tesour | © DR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE