PUBLICIDADE
Lisboa

Trabalhadores aderem a greve da administração pública, cantoneiros param de 7 a 9 de Maio

27 | 04 | 2011   21.28H

Os trabalhadores do município de Lisboa decidiram aderir à greve da administração pública, a 06 de Maio, e, no caso dos cantoneiros, paralisar também entre 07 e 09 de Maio, anunciou hoje o sindicato do setor.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

Em comunicado, o Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa refere que os pré-avisos de greve incluem também uma paralisação dos funcionários da autarquia ao trabalho extraordinário entre 07 e 15 de Maio.

O protesto de 24 horas da administração pública, a 06 de Maio, visa contestar a "destruição dos concursos dos serviços públicos, o sistema de avaliação injusto e arbitrário, a lei de mobilidade especial, os mapas de pessoal ou a lei dos vínculos, carreiras e remunerações", segundo o sindicato.

Quanto à greve dos trabalhadores do Departamento de Higiene Urbana e Resíduos Sólidos, entre as 00:00 de 07 de Maio e as 24:00 de 09 Maio, é um protesto contra a "reorganização dos serviços".

Segundo o sindicato, o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, suspendeu, alegando motivos financeiros, "o concurso de ingresso para cantoneiros de limpeza", em que se previa a entrada de 241 funcionários.

O comunicado acrescenta que o autarca "pretende também anular o concurso de ingresso para condutores de máquinas pesadas e veículos especiais, abrangendo 88 motoristas".

1 comentário

  • Pela quantidade de buracos que há nas estradas acho que os cantoneiros de Lisboa já não trabalham há muito tempo ...
    anónimo | 28.04.2011 | 09.02Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE