PUBLICIDADE
Igreja

Igreja tem que ver "realismo" no presente "sombrio" mas não perder a esperança - José Policarpo

10 | 05 | 2011   21.25H

O cardeal patriarca de Lisboa, José Policarpo, afirmou hoje que num presente "sombrio" a Igreja Católica tem que saber ver o "realismo do que vai acontecendo" com esperança no futuro e transmiti-la às pessoas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

Falando na Universidade Católica, em Lisboa, na apresentação de "Atraídos pelo Infinito", um livro que assinala os cinquenta anos da sua ordenação, José Policarpo salientou que o presente está "carregado de sombras tão sombrias que podem tirar a esperança".

A Igreja não pode estar "na retaguarda, a defender o seu cantinho", deve antes acreditar na humanidade "apesar dos seus defeitos e limites" e os seus agentes devem sentir-se "co-responsáveis de um futuro colectivo".

"As pessoas estão de tal maneira preocupadas e fascinadas com o seu presente que não são capazes de ver que a grandeza do presente do Homem é o horizonte da eternidade", afirmou.

A Igreja, defendeu, "não pode fugir a esta mensagem, não pode esquecer-se que tem nas mãos algo que é decisivo hoje para o futuro da Humanidade".
Por isso, "tem que aprender cada vez mais a ler à luz da esperança e da ousadia da fé o realismo daquilo que vai acontecendo todos os dias", declarou.

Ao comentar o livro, em que estão duas fotografias suas separadas por 50 anos, afirmou que apesar do tempo que as separa espelham ambas "a serenidade de quem não se assusta".

Dirigindo-se à assistência e a dois dos co-autores - Guilherme d'Oliveira Martins e António Araújo, que partilham o livro com o bispo do Porto, Manuel Clemente -, José Policarpo lançou um desafio: "Vamos a isto, que daqui a cinquenta anos já não haverá aqui uma terceira fotografia".

Saiba mais sobre:

2 comentários

  • Os padres estão sempre a fazer declarações políticas e estão sempre em bicos de pés para aparecerem na comunicação social. São demagógicos. A vida está boa é para os padres que ganham muito.
    José | 11.05.2011 | 11.36Hver comentário denunciado
  • TEM RAZÃO O SRº CARDEAL PATRIARCA
    MAS OUTROS SOMBRIOS TEMPOS HOUVE, EM PORTUGAL, INQUISIÇÃO....
    CONCORDATA.... ETC... ETC...
    Alberto Sousa | 11.05.2011 | 07.34Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE