PUBLICIDADE
Crise

Prostitutas baixam preços a pedido de clientes em crise

22 | 05 | 2011   19.53H

As prostitutas de rua estão a fazer descontos a pedido de alguns clientes que se queixam da crise. As Irmãs Oblatas garantem que “tudo é negociável, menos o uso de preservativo”.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

Nas ruas, as mulheres notam que o número de clientes tem diminuído. Além da redução da procura, elas queixam-se que, de vez em quando, aparecem novas prostitutas nas suas zonas.

“A prostituição funciona como a lei da oferta e da procura: quando há mais oferta, o preço baixa. E, no atual quadro de crise, é muito natural que estas situações aconteçam”, explica Inês Fontinha, presidente da associação O Ninho, que trabalha há quatro décadas com mulheres que ganham a vida nas ruas da capital.

Resultado: “em caso de desespero, algumas baixam o preço. A única coisa que não é negociável é o uso de preservativo”, garante a técnica das Irmãs Oblatas, uma obra social que tem equipas de rua que atuam em zonas como o Instituto Superior Técnico, a Rua Rodrigo da Fonseca ou a Praça da Figueira.

Helena Fidalgo lembra que no negócio da prostituição não existe “um preço mínimo nem um teto máximo” e por isso “os preços são muito flutuantes”.

Nos sítios onde a prostituição é feita maioritariamente por transexuais a crise também já se sente. Cristina Piçarra, da equipa de rua da associação Panteras Rosas, diz que quem vende o corpo na zona do Conde Redondo se queixa exatamente do mesmo.

Apesar da crise, a presidente da Associação O Ninho não tem dúvidas: "a prostituição move milhões. Faz circular mais dinheiro que o tráfico de droga e rivaliza com o tráfico de armas”. E talvez seja por isso, arrisca Inês Fontinha, quem anda nesse mundo seja "sempre esquecido", "sempre ignorado".

Saiba mais sobre:
Foto: DR
Prostitutas baixam preços a pedido de clientes em crise | © DR

13 comentários

  • Seria a última coisa onde imaginaria a crise também chegava... Acho porém que não é uma crise financeira dos clientes...mas de sentirem um certo adsco em chapinar nas mesmas águas de todos...?
    Oport | 23.05.2011 | 11.36Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A PROSTITUIÇÃO existe desde sempre afim de facilitar a vida sexual dos homens SOLTEIROS, DIVORCIADOS e VIÚVOS. Na situação em que nos encontramos no que diz respeito às doenças (que aliás existem desde sempre), CONVÉM SEMPRE QUE SE UTILIZE O PRESERVATIVO. Mais vele a PROCURA DE UMA PROSTITUTA do que à procura de um gay.
    A prostituição move milhões e ainda bem | 23.05.2011 | 11.32Hver comentário denunciado
  • Prostitutas baixam preços; só falta baixar os preços dos políticos;e dos imóveis novos.
    Vamos assim re-ocupar o país com mais qualidade.
    Victor Century | 23.05.2011 | 09.06Hver comentário denunciado
  • E DIGO ISTO, PORQUE OS POLITICOS, TAMBEM SÃO UMAS GRANDES PROSTITUTAS, E AGORA TAMBEM ANDAM NA RUA, A "VENDEREM-SE".
    -FILHO VAMOS PARA O QUARTO?
    -NÃO PORQUE EU MORO NO QUINTO!!!!!!!
    Alberto Sousa | 23.05.2011 | 04.13Hver comentário denunciado
  • OUTRA CLASSE "TRABALHADORA" DE NOME "POLITICOS" TAMBEM DEVIA DAR O EXEMPLO, FAZENDO COM QUE REDUZISSEM, PARA METADE OS SEUS SALÁRIOS E BENESSES, E JÁ AGORA AS REFORMAS ACUMULADAS, QUE SÃO UM ESCANDALO, E UM DESFALQUE NOS BENS PUBLICOS. COMO PODEM ESTES SRS. TEREM MAIS QUE UMA REFORMA, SE O CIDADÃO COMUM, NEM UMA CHEGA A TER, PORQUE A QUE TEM É DE MISÉRIA? OS SRS. PRESIDENTES DEVIAM DAR O EXEMPLO. PORQUE O EXEMPLO TEM DE PARTIR DE CIMA. ELES COMEM TUDO E NÃO DEIXAM NADA!!!!!!!!!!!
    Alberto Sousa | 23.05.2011 | 04.04Hver comentário denunciado
  • Cada vez há menos clientes para as prostitutas porque os machos com a crise estão a perder a tusa.Muitos preferem tocar ao bicho,sempre fica de borla,e não apanham uma esquentamento,uma camada de chatos,ou um herpes .O preservativo além de não ser 100% seguro,não previne o herpes labial,caso o macho resolva beijar a meretriz.....A prostituição sempre foi um recurso para os tímidos,depravados e ignorantes.Actualmente é mais perigoso o contacto com putas,do que ir para a guerra do Afeganistão.....Pode ser que esta crise ajude a acabar com este flagelo que é a prostituição clandestina....
    Para quem pode há sempre a possibilidade de arranjar uma amante,de preferência casada e acima de qualquer suspeita!...
    julio machado | 23.05.2011 | 01.38Hver comentário denunciado
  • Digam-me onde é que há prostitutas tão limpinhas, sofisticadas e jeitosoas como a da foto, que eu até sou capaz de, pela primeira vez, gastar uma nota com uma mulher dessas.
    ex-seminarista | 22.05.2011 | 23.38Hver comentário denunciado
  • Finalmente uma boa noticia aumentam os impostos mas as p u t a s baixam de preço :)
    Charles | 22.05.2011 | 22.56Hver comentário denunciado
  • Cuidado com estas baixas...? Ao menos não poupem no PERMANGANATO DE POTASSIO... e na maneira de passar o corredor a pano... A seguirs virá um aumento da energia electrica...ppois< a água tem de ser aquecida...!
    Oport | 22.05.2011 | 22.29Hver comentário denunciado
  • E não haja . . . !
    Quaisquer dúvidas . . . !
    É TUDO UMA QUESTÃO . . . !
    DE "MALGUINHAS" . . . !
    alexandre barreira | 22.05.2011 | 21.58Hver comentário denunciado
  • E desculpem, só mais uma coisa. Dizem que não há um teto máximo. Mas haverá teta máxima?
    ORTOGRÁFICO | 22.05.2011 | 21.32Hver comentário denunciado
  • Já Agora, poderão por favor dar-nos a informação de como está o preço do broche? Obrigado!
    DESTAK MULHER | 22.05.2011 | 21.31Hver comentário denunciado
  • Excelente trabalho, Destak! Assim é que é, mas... com que proxenetas trabalham?
    MULHER DESTAK | 22.05.2011 | 21.27Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE