PUBLICIDADE
Espanha

Alguns ‘indignados’ continuam acampados apesar do fim das ‘acampadas’

12 | 06 | 2011   20.51H

Algumas praças espanholas, incluindo a Puerta del Sol (Madrid) e a Praça da Catalunha (Barcelona) continuam a ter alguns grupos de acampados apesar das decisões das assembleias porem fim, hoje, aos acampamentos que ali estiveram quatro semanas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

Um pequeno grupo em Madrid optou por não retirar as suas tendas de campanha, mesmo depois de grande parte da infra-estruturas do “movimento 15 de Maio” e a maior parte dos tolos azuis que estavam na praça já terem sido retirados.

Desde o inicio da manhã que centenas de pessoas participaram nas operações de limpeza, removendo grande parte da infra-estrutura que estava ancorada na estátua de Carlos III, no centro da praça.

O mesmo fizeram com cartazes reivindicativos colocados no mobiliário urbano e que muitos limparam, com álcool, água e espátulas.

Depois, em fila, transportaram os resíduos de quatro semanas de acampamentos para os camiões dos serviços municipais de limpeza, que têm estado a ajudar na remoção dos restos.

Apesar da decisão de retirar o acampamento do Sol ter sido já confirmada em duas assembleias-gerais, onde foi tomada por consenso, hoje eram visíveis alguns jovens com t-shirts com a frase “ficamos”.

Muitos permanecerão na Puerta del Sol ainda que, oficialmente, nada tenham a ver com o “movimento 15 de Maio”.

O mesmo ocorre na Praça da Catalunha onde um grupo de jovens optou por continuar na praça além de hoje, data final da ‘acampada’.

Debates continuam em algumas cidades sobre o calendário de eventual retirada dos acampamentos – como ocorre em Valência – ainda que muitas outras já tenham levantado, ou levantem hoje, os seus protestos.

Nas principais cidades espanholas, independentemente de quando termine formalmente o acampamento, foi já tomada a decisão de realizar assembleias regulares nas praças.

É o caso da Puerta del Sol onde a próxima assembleia será no domingo, dia 19 de Junho.

Saiba mais sobre:

1 comentário

  • Não sabemos, se foi intencional, a "gralha" da terceira linha, onde se pode ler " dos tolos azuis" ou se na realidade quereriam mesmo chamar "tolos" a todos aqueles que "indignadamente" se manifestaram dessa forma em Espanha.
    Verdade que, desta forma não irá alterar-se o "sistema", que continua impavido e sereno a sua trajectória, de destruição de tantas vidas, em benefício do "grande poder económico" e de seus mentores. Outras formas de" luta " existem, que não pelos "acampamentos", porque essa é demasiado "suave".
    Alberto Sousa | 13.06.2011 | 08.16Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE