PUBLICIDADE
Eritreia/vulcão

Nuvens de cinzas afectam tráfego aéreo

13 | 06 | 2011   21.15H

O vulcão Dubbi, na Eritreia, entrou em erupção e as nuvens de cinzas elevam-se até 15 quilómetros de altitude, afetando o tráfego aéreo na região, segundo o Centro de Observação das Cinzas Vulcânicas (VAAC).

Destak/Lusa | destak@destak.pt

A erupção, que se iniciou domingo e continuou hoje, é "importante", segundo Jean Nicolau, da direção das previsões gerais do serviço meteorológico francês que alberga o VAAC para o sul da Europa e África.

"Segundo as imagens satélite que observamos, as cinzas vulcânicas atingem 13 a 15 quilómetros de altitude", referiu o especialista, acrescentando que a situação ainda não é crítica, como foi para o vulcão islandês Grimsvotn.

O vulcão da Islândia afeta uma zona de muito tráfego aéreo e a utilização do espaço aéreo no este de África é "muito menos importante", explicou.

A secretária de Estado dos EUA Hillary Clinton encurtou uma visita a Addis Abeba devido ao avanço de uma nuvem de cinza em direção à capital da Etiópia.

A companhia aérea alemã Lufthansa anulou a ligação entre Frankfurt e Asmara, via Jeddah, indicou um porta-voz da empresa, Marco Dall´Asta.

"Ainda não está nada decidido para amanhã", acrescentou o porta-voz da Lufthansa, que tem habitualmente dois voos entre Frankfurt e Addis Abeba à terça-feira.

De acordo com as primeiras simulações da Meteo-France, a nuvem de partículas mais ligeiras dirige-se para oeste-noroeste, para o Sudão, enquanto as partículas mais densas (mais baixas) orientam-se para oeste-sudoeste.

"Se a nuvem atingir o Egipto, Israel e a península arábica, o impacto no tráfego aéreo será mais importante, mas ainda é muito cedo para saber", salientou o responsável da Meteo-France.

Esta é a primeira erupção deste vulcão africano desde 1861, segundo o Museu de História Natural de Washington.

Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE