PUBLICIDADE
OPINIÃO

Disciplina

26 | 09 | 2011   19.07H
Luisa Castel-Branco

Assisti a uma das excelentes entrevistas de Manuel Luís Goucha na TVI24, desta vez ao psiquiatra Daniel Sampaio que considera a permissividade dos pais um risco e acredita que é fundamental saber dizer “não”. No seu último livro Lavrar o Mar defende que «uma palmada ou um castigo» fazem parte da disciplina. Não posso estar mais de acordo com todas as suas ideias e creio que basta olhar em volta para verificarmos que estamos rodeados de estes “jovens tiranos”, a quem quer na escola quer em casa tudo é permitido e tudo é devido.

A grave crise económica que estamos a atravessar e o futuro imediato que trará ainda mais sacrifícios leva-nos a perguntar de que forma vão estes pais transmitir aos filhos a impossibilidade de lhes dar tudo o que pedem, ou melhor exigem. Não vale a pena atirar as culpas a ninguém. A grande questão de hoje continua a ser a de sempre.Saint Exuspery disse : “Somos da nossa infância como quem é de um país”.

Ora nesse “país” que é a nossa infância, não há limites, nem regras, nem certo e errado e principalmente causa e consequência.Se juntarmos a isto o caminho que se segue, em que não existem faltas nas escolas secundárias, e ninguém pode chumbar, podemos ter uma ideia da futura geração que no espera.Esta crise mundial, em que o consumismo está definitivamente posto em causa, poderia servir para um novo futuro. Para novas regras de vida, novas formas de apreender a apreciar as coisas simples.Já verificaram que os jardins de Lisboa estão vazios mas os centros comerciais transformaram-se nos novos passeios em família? Há uma imensidão de alternativas à nossa frente. É só preciso ter coragem para começar por dizer Não aos nossos filhos e à nossa própria preguiça. Porque é muito mais difícil educar desta forma, mas muito mais gratificante.

© Destak

29 comentários

  • Concordo Maria. Esta senhora é burra todos os dias. Não sabe o que escreve. Tal como a sua patroa Isabel Stillwell, duas perfeitas inuteis. Mais valir pôr as duas a limpar escadas.... Só a leitora marluz concorda com todas as bestialidades que esta srª escreve. Talvez se devesse juntar ao dueto e formar um trio para limpar um quarto num quinto do tempo necessário....
    daniel sempaio | 10.10.2011 | 21.36Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Esse daniel sampaio é um perigo! Mais perigoso ainda porque há quem o siga com toda a fidelidade. Não temos qualquer autoridade para bater nos nossos filhos. Não acredito em "palmadas por amor"...santa paciência... Regras, consequências, responsabilização, escolhas e desenvolvimento de espirito critico e autonomia...pois é, ´custa mais do que dar uma palmada. Francamente. D. Luisa...que desilusão.
    maria | 10.10.2011 | 00.14Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • ATÃO ???? QUANDO É CA SENHORA PÕE AQUI OUTRAS DAS SUAS PORCARIAS QUE ESCREVE???? ANDA A DORMIR NA FORMATURA OU AINDA NÃO LHE PAGARAM??? AI A MINHA VIDA. ESCREVE MAL E AINDA SE ATRASA... INCOMPETENTE....
    ANTI MARLUZ | 06.10.2011 | 01.33Hver comentário denunciado
  • E porque é que tem que ser as mamas da dolly Parton???? Vocês tem alguma coisa contra mamas pequenas? Até parece.....
    ofendida | 05.10.2011 | 20.40Hver comentário denunciado
  • Eis como eu vejo a Marluz. A Marluz é uma reincarnação da Florbela Espanca-me, o que por si só já é seca suficiente, mas calma, porque temos a alma de uma poetisa depressiva no corpo da Dolly Parton. E aí, aí, a coisa muda de figura. Pois com aquele par de mamas no meio da cabeça, pode falar à vontade que além de não ouvir ainda fico todo regalado....
    foto | 05.10.2011 | 20.39Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A Marluz é boa? He la.... Pode mandar foto D. Marluz? Só pra malta poder opinar... Opinar, não confundir com PINAR.....
    anticristo | 05.10.2011 | 20.37Hver comentário denunciado
  • Boa Marluz
    pedro lindo | 05.10.2011 | 20.08Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • És o maior ó Pedro.
    Jaquim | 05.10.2011 | 19.20Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • comentários de merda
    pedro luis | 04.10.2011 | 23.17Hver comentário denunciado
  • Eu, cando era pequenino, questumaba cagar na porta dos bezinhos. E a munha mainhe sempre me dezia. Ó filha da puta se boltas a cagar na porta da bezinhança fodote as bentas cabrão. E eu lá fugia a correr ainda com metade do cagalhão infiado no cú. Odespois cando xigaba a casa taba fodido proque a porradinha era certa. Como se num bastasse, o corno do meu beilhote cando chegaba a casa bebado da tasca ainda me fodia mais o focinho. Eu ficaba cuns nerbos do caralho. Mas odespois de tanta porrada que levei pelos cornos abaixo, acabei por aprender. tornei-me doutor. Sim. Hoje, graças a Deus sou uma pessoa de bem. Tenho uma moradia em Cascais com vista priveligiada para a praia, tenhos 3 carros de luxo, um iate, frequento os melhores restaurantes e convivio com a nata da sociedade. Sou cirurgião plástico, e são incontanveis as intervenções cirurgicas que já executei em algumas das mais ilustres figuras nacionais e algumas internacionais. Hoje tenho aquele savoir fair, necessário. E tudo graças à educação que tive enquanto criança rebelde. Na minha memória polulam inumeras recordações da minha infancia. Hoje, enquanto contemplo o pôr-do-sol, sorrio sempre que me lembro da minha mãe a correr atras de mim de vassoura na mão e a gritar ó filha da puta anda cá carailho que ja bais ber o qué bom pra tosse. E fodasse eu baza-me e corria cumó carailho pra num levar mais porrada pelos cornos abaixo carailho. Foda-se. Eu era bem fodido carailho. Andava sempre a foder a pinha ós bezinhos aqueles filhas das putas de merda que ódio eu cagaba e mijaba nas portas deles e até cuspia carailho. Eles gritavam, ó filha da puta és sempre o mesmo corno, os teus pais num te dão inducação mas se tapanho fodo-te as bentas cabrão. E assim foi uma aventura a minha vida. Conheci a igreja universal do reino de Deus, e de drogado passei a empresario em 2 semanas...... depois fui doutor e engenheiro, mas agora sou cirurgião plastico. Reconstruo tetas e conas à modado freguês. Pra semana se Deus me conceder o milagre pelo qual ja paguei, vou ser embaixador. Aleluia irmãos....
    dr | 03.10.2011 | 21.03Hver comentário denunciado
  • Até um Cícero de baixa extracção se permite publicar opiniões com o ar de quem tem estatura para tal, o pobre coitado.
    Paulo | 03.10.2011 | 19.08Hver comentário denunciado
  • Ora, só me faltava uma entrevista conduzida por um paneleiro. Valha-me S. Barnabé ! Quanto ao resto, a juventude de hoje não é pior que a de outros tempos. Acho, até, que é bem melhor. A grande diferença é que, antes, penalizavam-se todos os desvios às regras estabelecidas e hoje tudo passa impune e, por outro lado, as regras não existem para ninguém (jovens e adultos). Como prova disso, observamos que os juízes colocam tudo em liberdade (pequenos ou grandes delinquentes (Isaltino Morais; Oliveira Costa, Dias Loureiro, Valentim Loureiro, Pinto da Costa, Coutinho, Armando Vara, Sócrates... Excepto os pedófilos não pertencentes ao processo Casa Pia, sim, porque esses também são todos inocentes, excepto o Bibi, claro.
    Cícero | 03.10.2011 | 18.26Hver comentário denunciado
  • Há muito tempo que não me ria tanto à custa dos comentários do Destak! Ainda por cima na crónica da Luisa CB ...
    Parabéns! | 03.10.2011 | 17.16Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Nada de novo? Hehe. A novidade é óbvia: passados mais de 2000 anos sobre Sócrates há alguém a comparar a actual sociedade àquela em que vivia Sócrates e, portanto, a verdadeira evolução mental não existiu. É uma mostra de que quem manda nas sociedades não quer que elas se desenvolvam. As pessoas devem afastar da equação quem não quer que as sociedades se desenvolvam: os promotores de fantasia e do caos e os viciados em ouro e no dinheiro.
    NOVIDADE | 02.10.2011 | 16.39Hver comentário denunciado
  • "Nossa juventude adora o luxo, é mal educada, caçoa da autoridade e não tem o menor respeito pelos mais velhos. Nossos filhos hoje são verdadeiros tiranos. Eles não se levantam quando uma pessoa idosa entra, respondem a seus pais e são simplesmente maus" - Sócrates (470 - 399 AC). ou seja...nada de novo :-))))))
    Ana | 02.10.2011 | 14.53Hver comentário denunciado
  • A merda começou há muito, devagar, com as telenovelas brasileiras. Toda a gente se apercebeu disso, só que relaxou e deixou andar. Não pode haver relaxamento algum seja em que matérias for, caso contrário a merda invadirá a sociedade por completo.
    O LAMAÇAL TENTA ALASTRAR | 29.09.2011 | 09.42Hver comentário denunciado
  • Há algo que se diz ser "bom" a tentar espalhar-se pelo mundo, e com a ajuda e a promoção dos próprios jornais, agora até em fóruns. E é pena termos todos de constatar que muita dessa "merda" fala ou escreve brasileiro. Até vou guardar um "print" destes comentários para poder ficar como prova para a posteridade.
    PRINT | 29.09.2011 | 09.40Hver comentário denunciado
  • Ola, o nome que vou usar é Nero, porém não é esse o meu nome verdadeiro, vou contar algo que sempre tive vontade de contar, porém devido as cirscunstâncias que me encontro, não poderia contar nem para meu melhor amigo, sou casado e tenho 30 anos, trabalho em uma empresa familiar a 5, cujo os diretores são os proprios patrões, Cintia e Claudio, são um casal gente boa, tendo a faixa de idade em torno de 43 anos, minha patroa Cintia uma bela morena, tem um corpo muito gostoso (apesar de ja ter tido tres filhos , ta muito conservada), porém é uma mulher muito correta, e nunca se ouviu dizer nada dela em relação a sacanagem, mulher cuidadosa, boa patroa, preza muito bem dos filhos,e sempre que se relacionava a mim, era para dizer algo a respeito de trabalho. Um dia estava na minha sala trabalhando em um sábado a tarde, estava acertando algumas coisas, pois tinha uma reunião na segunda-feira com os "patrões", foi quando escutei o barulho da porta central do escritorio, no começo assustei, pois naquele horário ninguem ao certo sabia que eu estava trabalhando, mas sem me levantar da cadeira estiquei o meu pescoço e logo ela(a patroa) ja apontou a cabeça na porta de minha sala e disse: Ola, estava passando por aqui vi o seu carro e resolvi parar pra ver se você quer umas mangas para levar pra sua esposa...ela havia acabado de chegar da chacará deles, como o maridão gostava de pescar ele ficou pra voltar mais a tarde.Ela estava com um shortinho curtinho e uma blusa mostrando a barriguinha (q sinceramente nao imaginava que tivesse tao inteira). Diante disso eu na maior inocência e naturalidade do mundo, agradeci e disse pra ela que poderia deixar em qualquer lugar da minha sala, com isso ela se aproximou e fez um comentário, Poxa você esta trabalhando com planilha eletrônica, tenho uma dúvida gostaria que você me ajudasse, na hora fiquei meio nervoso, pois tenho uma mania de trabalhar com a internet aberta e fico vendo fotos de mulheres peladas, e nessa hora não estava diferente, tinha uma janela minizada, e como eu iria explicar e ela iria atuar, estava com medo de ela clicar e maximizar o site, e eu ficaria morrendo de vergonha, pois como ela é uma pessoa que nunca me deu liberdade, nao seria o mais adequado... Porém ela insistiu e eu tentei mostrar como fazia e ela me disse , não assim não, eu quero fazer e você me explica.Pronto pensei agora ela senta ai clica errado e da de cara com o site. Não deu outra ela sentou e ja foi conversando e nao olhando direito para o computador, quando em um momento clicou e maximizou a tela, e deu de cara com uma foto de um cara mandando a rola no cu de uma loira...Puta eu nao sabia onde enfiar a cara, e ja fiquei aguardando uma "comida de rabo", ai foi quando me surprendi, ela me olhou com um sorriso maroto e disse, ah vc tbem gosta de ver esses sites? Poxa! aquilo me surpreendeu eu fiquei até sem chão, quando não sei de onde saiu a voz eu disse, pois é de vez enquando gosto de dar uma olhadinha, mas não sou viciado nesses sites... Ela rebateu dizendo , bom eu tenho que confessar que com 12 anos de casados a gente tem que procurar alguns recursos, meu marido adora ficar pescando e com tres filhos tenho que me contentar com os sites...eu não estava acreditando naquilo que estava ouvindo, porém ja estava com muito tesão ao ver aquela delicia sentada em minha cadeira e me dizendo aquelas coisas, foi quando eu perdi o juizo e disse : Mas uma mulher tão bonita e deliciosa como a senhora, não deveria estar passando por isso, eu ja não gosto de pescar e com uma mulher como a senhora em casa jamais pescaria... Quando eu disse isso, não deu nem tempo de pensar ela passou a mão no meu pau e começou a alisar, ai eu fiquei loco, comecei a beija-la como um adolescente faminto, e logo ja fui passando a mão nos peitos dela, eu estava de pé e encostei na mesa quando ela tirou o meu pau pra fora começou a me chupar como uma vadia, eu fiquei loco, quando eu estava quase pra gozar, fiz ela parar, virei ela de costa com as mãos na mesa e tirei seu shortinho, eis que surgiu aquela imagem maravilhosa, aquela buceta deliciosa, bem aparadinha e aquele cu delicioso, entrei de lingua em sua buceta , ela dava gemidos bem gostoso e dizia, ai que tesão eu quero seu pinto seu gostoso, foi quando depois de quase ter deixado sem cor sua buceta de tanto chupar, eu mandei a vara na buceta daquela vagabunda, ela gritava e dizia pra mim aumentar o ritimo pois estava louca pra gozar, depois de algum tempo ja nao aguentando mais tirei o pinto de sua buceta e gozei na sua boca, ela se deliciou com minha porra e engoliu cada gota.... estavamos esgotados de cansados, quando deitamos ali mesmo no chão de minha sala e ficamos abraçados, foi quando ela me disse , vamos fazer igual a foto.... logo ao falar isso ela ja caiu de boca no meu pau, no intuito de fazer ele ficar duro, foi bate pronto o meu pau voltou latejar, foi quando ela ficou de joelhos e virou aquele cuzão pra mim, eu enfiava a lingua e depois ia cutucando seu cu com o dedo, cuspindo para lubrificar, quando vi que estava bem molhadinho, fui enfiando a cabeça,e ela deu um pulo pra frente de dor e disse vai devagar pois nunca fiz isso, eu fiquei lisongeado, uma mulher de 43 anos com 12 anos de casada nunca ter dado o cu e eu aqui um simples funcionário seria o primeiro a deflorar aquela maravilha...mas foi com muito gosto, depois de algumas tentativas eu consegui penetrar o meu pau naquele cusão gostoso e fudi com muito gosto ate encher o cu dela de porra... Depois de tudo terminado, nos vestimos e ela me disse "Se eu soubesse que seria tão bom assim, lhe traria essas mangas bem antes", depois disso sempre estamos transando aos sábados ou mesmo de semana quando o maridão viaja, esses dias comi ela em sua propria cama...que delicia minha patroinha..!rs..
    Nero - o negão | 28.09.2011 | 23.37Hver comentário denunciado
  • LOL essa do engasgar com o riso tá demais. Cara leitora Marluz. A srª é uma fonte de sapiencia. Estranho porque não se candidata a um cargo politico. Seria a primeira mulher do planeta a suplantar o Fidel Castro nos discursos maratonais sem dar uma pra caixa. Interrogo-me como a srª usa o seu vasto vocabulario para dizer coisas simples e singelas como: Ai que vontade de cagar, ou "estou à rasca para dar uma mijinha" ou para anunciar o tradicional e tipico som nacional do peido, do genero "vou-me peidar". De facto, se demora tanto tempo para não dizer nada, quando chegar à cagadeira já se borrou toda... Porque é que as pessoas complicam o que é simples? Esse é o verdadeiro mal dos portugueses. Não que concorde em ir ao continente de fatinho de treino ao domingo. Mas tambem não acho nada apropriado as pessoas, principalmente as mulheres, vestirem-se e maquilharem-se como se fossem a um baile de mutantes. Perdão, debutantes. De certeza que a srª sabe o que é. São aqueles bailes em que as supostas meninas da alta sociedade, quando atingem a maior idade, são apresentadas ao publico, embora ja estejam fartinhas de levar nele desde os 12, mas isso agora não interessa nada. Até porque muita da malta da alta sociedade, tem costumes bizarros, feitos em segredo nas casas uns dos outros, tais como bacanais, ou trocas de casais.... Enfim coisas que deveriam ser do povo, mas que afinal a malta da alta sociedade goza à fartazana. Mas claro num circulo muito restrito. Depois, cá fora, são umas raínhas e falam assim como a srª. Não dizem que tem vontade de cagar ou mijar ou foder, mas nesses circulos fazem uma prostituta de rua corar de vergonha. Mais ou menos como dizia o Marco Paulo, uma lady na mesa, uma puta ou uma vaca na cama, ou uma fera. Bem era um bicho qualquer que agora não me lembro o nome. É esta hipocrisia da suposta alta sociedade que me mete nojo. Alta sociedade onde estão inseridos alguns patrões autenticos putanheiros, bem como as suas queridas secretarias, e as suas esposas sabem bem que o marido dá grandes fodas com a secretária, mas pedir o divorcio tá queto, senão acabava a mama e elas tinham que ir amargar o coiro a trabalhar para um boutique dum shopping pois não sabem fazer mais nadinha. É favor deixarem-se de merdas e ser gente normal que fala normal e age normal.... Parem de ser burros e hipocritas.
    papa joao paulo III | 28.09.2011 | 19.40Hver comentário denunciado
  • Mas não te engasgues, de tanto rir...
    MUITO RISO POUCO... | 28.09.2011 | 17.10Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Eu farto-me de rir com estes comentários ... é caso para dizer pessoas sem apdeutismo escrevem sobre ideias ...mas estou a ver que pessoas com QI lindado... falam de e sobre pessoas ... Parafraseando alguém .. somente os que constroem sobre ideias é que constroem para a eternidade" ... por isso façam o favor de construir ideias mas ideias com cabeça, tronco e membros ... para enriquecer as ideias e o respectivo debate ... há que incentivar o gosto pela exploração do espírito e a inter-disciplinaridade entre humanidades e vice versa ... a volatilidade para exercitar ambos os hemisférios do cérebro... recompensando as boas ideias e por de lado as ideias que não funcionam ... porque a inteligência apesar de o ser tem limites mas a estultícia como podemos reparar não!!! mas como dizia alguém comparar o quê????
    Marluz | 28.09.2011 | 14.11Hver comentário denunciado
  • Que sistema de ensino, por mais perfeito que ele seja, será capaz de sobreviver ao ataque de vídeos como o que a seguir se apresenta, realizado por estranhas personagens, que com estranhos intuitos fazem livremente circular pelas mentes dos nossos filhotes o que bem lhes apetece, protegidos pelo simples argumento de que se trata de humor? Um metal em ambiente ácido está visivelmente a desfazer-se. Toda a gente pensa que o mal é do metal. Por isso há quem sugira deitar aquele metal fora e substituí-lo por outro novo. Substitui-se. Toda a gente fica aliviada, recupera-se a confiança, a vida roda um pouco mais, e com isso as pessoas nem se apercebem de que o novo metal começa logo a adoecer também. Ao fim de algum tempo, está tão corroído como o anterior. O mal está no ambiente ácido em que se vive, e que é propositadamente incentivado, aplaudido e criado, principalmente por aqueles cujo interesse é vender metais. E agora é ver o vídeo. Principalmente o senhor psicólogo deverá ter imensa coisa para dizer: http://youtu.be/xPZMmjRceqM
    O MAL AGE CORROENDO | 28.09.2011 | 12.48Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Aquela coisa que abaixo vomitou aquela verborreia de banalidades com palavras esquisitas diz-se PSICÓLOGO? É pá, se assim for é preciso ter cuidado quando se vai ou manda alguém a um psicólogo. Se calhar grande parte das culpas do estado lamentável também de verborreia mental em que se encontra a nossa sociedade deve-se à demasiada importância dada aos psicólogos, principalmente no que respeita a como tratar as nossas crianças...
    AFASTEM PSICÓLOGOS DAS CRIANÇAS!!! | 28.09.2011 | 12.23Hver comentário denunciado
  • Dr. Francisco Bonfim, o seu apontamento sobre a D. Marluz é muito interessante. A forma simples, directa, perfeitamente intendivel e fácil da sua escrita, deixa-me perplexo. Como é que alguém pode dizer tanto em tão poucas linhas, e de uma forma que até uma criança entende. O meu bem haja para pessoas como o sr. que tem de facto o dom da palavra. P.f. escreva mais sobre os artigos que terá em mim um fiel seguidor.
    Antonio Barradas - Sintra | 28.09.2011 | 00.31Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Eu aixo ca marluz é a luisa castel branco cum otro nome. É a unica peçoa que dis bein das coizas quela iscreve. Xeirame a isturru.
    José Mario - Alenteijo | 27.09.2011 | 22.09Hver comentário denunciado
  • Cara leitora Marluz. O meu nome é Francisco Bonfim, sou psicologo, e tenho seguido atentamente as suas intervenções. Apraz-me dizer que o seu caso é deveras grave. A repressão helicoidal e astrofisica da sua mente, provoca alterações a delapidação e o fenecimento do seu amago, o que me torna fleumatico na minha afirmação sobre o seu homizio e pernóstico caracter. Já percebi que a senhora, com o seu plissado rosto, pensa na sua sumidade, mas de vez em quando dá-lhe na veneta do seu mais recondito e genoflexório eu. Abreviando o jenipapo, eu diria que a srª é uma paranzela pronta a largar, e a integrar-se na piara que polula em torno de si. A srª tem toques de siricaia. O que não é mau. Mas o seu talambor, não a deixa ser uma vitrice. É lógico que a gipsófila que ha em si, reage a esta heterogenesia e pode até leva-la a jaminawa. Mas a sesquipedalofobia intrangisente que co-habita com a sua retocolie, permite que a srª tome as diatomáceas como sendo algo Nacarado. O que não deveria acontecer. Por isso, deixe a sua Ablutofobia, e a sua Anuptafobia, e liberte-se. Alguem como a srª que sofre profundamente de Arrenfobia bem como de Agrafobia, deveria libertar-se para um novo climax universal de gluteantes proporções. Entre em contacto comigo se precisar de ajuda.
    Francisco Bonfim - psicologo | 27.09.2011 | 21.54Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Fosga-se. O comentário da D. Marluz tem o dobro do tamanho da cronica da luisa. Esta senhora deve ter uma imensa necessidade de falar. Enfim.... Bom, pela primeira vez a srª tem alguma razão no que diz. Mas como sabe a nossa sociedade vive na hipocrisia do que deveria ser para parecer bem e o que na realidade é. Ou seja. Todos concordam que deveriamos dizer não e tentar dar uma vida mais saudavel aos filhos. E quantos de nós realmente fazem isso? Vejam os vossos filhos quantas toneladas de bronquedos e playstations tem? O meu filho também tem. Todas. No entanto, eu sempre que possivel, e com frequencia, vou com ele para o parque ou para a praia jogar a bola, brincar como eu brincava na minha infancia em que punha as mãos na terra e chegava a casa todo sujo e MEGA FELIZ de tanto brincar. Os filhos de hoje, na maioria dos casos por conveniencia dos pais, ficam fechados todo o dia a jogar consolas... comunicação é coisa que não existe. Eu cozinha e o meu filho estava comigo na cozinha a fazer os deveres, ou a ver televisão e a falar. Mais, quando eu era criança, levei algumas chapadas bem merecidas. Não que eu acredite na violencia, mas ha vezes em que não ha outra alternativa senão dar uma boa surra no cu. Note-se cu e não rabo, porque rabo tem os animais. Se alguem der uma palmada numa criança já é violencia. Se um professor repreender um aluno é violencia. Ao contrário, se um jovem bater na mãe necessita de ajuda... Não acham ridiculo os professores terem uma linha SOS por causa das agressões dos alunos??? Não culpem o país ou a economia. Culpem-se a voces mesmos. Eu quando andava na primaria, via algumas mães dizerem as professoras, se o filho se portar mal, de-lhe duas reguadas. Hoje em dia, não se pode tocar nos bebés..... Enfim... As crianças são aquilo que as deixamos ser. A culpa é nossa que por comodismo ou orgulho estupido deixamos que elas trepem até onde nunca deveriam trepar... Mas tal como na politica, o povo tem o que merece.... Ei ó D. Marluz quase que escrevi tanto como a srª. Daqui a uma semana estou mestre nisto.
    anticristo | 27.09.2011 | 19.12Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Boa tarde Dª. Luísa ... esta sua opinião dá pano para muitas mangas ... e muitas dissertações ... Uma Educação que não poderá ser a metro ... mas a Km... A educação como Educação e a Educação como conhecimento ... Este tema mais que actual ... é o reflexo no espelho de uma sociedade que apesar de todos os avanços ... não tem tempo para a assimilar... que lar, escola e Sociedade não são isolados... fazem parte de um todo ... a União... A educação também é conhecimento... será também somente o despertar das aptidões naturais que há em nós... tão simples... mas orienta-las segundo disposições, ideias... Orientações que é o mais difícil... na sociedade dos dias de hoje ... tudo é facilitado, o desenvolvimento do intelecto... faculdades morais e cívicas ficam interiorizadas, porque nunca há tempo para as despertar e orientar... a culpa é do tempo...e violam-se cada vez mais mais as liberdades dos outros e esta no sentido restrito devia acabar quando começa a do outro... além de que a Liberdade no pensamento condiciona a acção... Pensar antes de Agir... A educação devia começar em casa: Orientadores = princípio Continuada na escola Comissários = meios E aplicada na sociedade=fim a que se destina ...mas a desagregação... a desestruturação social e tantas interrogações ficam no Ar????? Ela... a educação "cabe" em todo o lado, basta ser despertada, orientada e aplicada em nós com os outros ... Os casos da Educação são um problema global, por a Educação é um óptimo barómetro da nossa cultura e sensibilidade...da nossa sociedade... Se a Crise … é a alteração do equilíbrio económico dito dinâmico que existe internamente e externamente … lógico que esta implica e ameaça os interesses fundamentais de todos … se envolve um país e numa economia no global … então consequência equivalente à perturbação importante de uma sociedade dita organizada … apesar de muitas vezes a parte sociológica não obter uma resposta cabal dita … adequada para resolver os elementos mais básicos … mexendo directamente com os procedimentos que devemos ter …valores éticos morais … e as relações estabelecidas entre o poder económico e a sociedade … que certamente sofre um efeito refractário … minando praticamente todo o sistema … originando em catadupa crises económicas … financeiras … morais … politicas … sociais … justiça … e de valores. Tudo está interligado logo umas dão origem ás outras … surtindo um efeito hierarquizado desde o topo até à base … quem atinge a crise mais rapidamente são os idosos e as crianças, dependentes de outrem … Todos temos direito à Educação aos olhos da Constituição Portuguesa, mas que esta seja de qualidade e que prepare os jovens para o Mundo de Trabalho de maneira organizada, orientada, qualificada ... porque assim como vemos hoje o cenário é caso para dizer "um burro carregado de livros é um doutor" perdoem-me a expressão mas é para salientar o meu raciocínio ... Fazendo uma retrospectiva ao longo destes anos... posso verificar que o ensino em Portugal proliferou muito mas sem respeitar as exigências cientificas, pedagógicas e de mercado essenciais a vários níveis... A proliferação foi tanta que é praticamente impossível dizer quantas Universidades, escolas, Institutos Superiores, Politécnicos etc... existem de facto no País ... é caricato mas é verdadeiro... Acho que a obsessão Portuguesa pelos títulos académicos, ao longo destes anos, fez uma certa demagogia governativa que tenha levado a equiparar os mesmos atributos pelos Institutos e Universidades, passando ...Universidades estrutura Superior Atrofiada ...do 8 ao 80 ...A boa instrução e o ensino com racionalidade vale mais que a riqueza ... Eu pergunto-me será que Investir na Educação, Investigação numa racionalidade necessária ... é constituir a liberdade e o progresso de um País?
    Marluz | 27.09.2011 | 14.53Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Cara Luisa . . . ! Estou a ver . . . ! Que hoje . . . ! O tema é . . . ! Sobre as "malguinhas" . . . ! De "fraldas" . . . ! Com "chupeta" . . . ! E "canudo" . . . ! Deixe lá . . . ! É o "destino" . . . ! ! !
    alexandre barreira | 27.09.2011 | 07.19Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE