PUBLICIDADE
EDITORIAL

O futuro das crianças decide-se já!

27 | 10 | 2011   20.21H
Isabel Stilwell | editorial@destak.pt

Estudos como aquele que é relatado na notícia aqui ao lado obrigam-nos a repensar com urgência a forma como lidamos com os abusos infantis. É que ao provar que os maus tratos modificam o cérebro, condicionando a criança, a sua capacidade de aprendizagem, a forma como se relaciona com os outros e com o mundo, estes trabalhos vêm proibir que se continue a agir como se houvesse sempre tempo para emendar a mão, como se fosse indiferente deixar uma criança com os pais maltratantes “só mais um bocadinho para ver no que dá”, ou entregue a uma instituição enquanto diletantemente se procura “um projecto de vida”.

Obrigam a deixar de lado, e para sempre, a ilusão de que as crianças esquecem depressa, e que basta um brinquedo para apagar as memórias mais pesadas. As crianças não esquecem. Pior, não podem esquecer, mesmo que um dia tenham a sorte de encontrar um colo, porque as marcas estão impressas a ferro e fogo. Num país que tem dez mil crianças institucionalizadas, às vezes até à maioridade, somos todos cúmplices deste crime. Se lhe somarmos aquelas que são vítimas de uma violência escondida, e que nunca chegam sequer ao conhecimento da Justiça, então o nosso pecado torna-se ainda mais pesado.

Talvez a ciência consiga mudar a mentalidade daqueles que acreditam que os laços de sangue chegam para sarar feridas, dos técnicos e juízes sabonete, como lhe chamava um pedopsiquiatra francês, que lavam as mãos do destino dos mais pequenos. É hipócrita pensarmos nisto apenas quando um adolescente comete um acto de violência contra um cidadão respeitável. Ai começamos a falar em baixar a idade da prisão!

© Destak

19 comentários

  • Cara Isabel Trabalho há vinte e cinco anos com crianças e, neste momento, contacto com jovens prisioneiros, por isso, sinto-me à vontade para lhe agradecer este artigo. Não vale a pena chorar sobre o leite derramado e, neste momento, interessa proteger as crianças de maus-tratos e dar aos jovens prisioneiros a família que sempre lhes faltou. Sei que esta é uma guerra sua e venho felicitá-la por colocar ao serviço da humanidade o seu trabalho diário, tentarei fazer o mesmo com o meu, e já agora, se, pelo caminho, ouvir vozes de burro que não chegam ao céu não ligue. Somos responsáveis pelos jovens desta família humana a que pertencemos e, por isso, abrimos as janelas das casas de famílias agressoras para lhes dar a liberdade com que todo o ser humano nasceu. Obrigada pela luminosidade da sua prosa e do seu coração
    Maria | 01.11.2011 | 16.19Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Que estiver interessado em instalá-lo já, pode usar o link: http://www.ubuntu.com/desktop/get-ubuntu/windows-i nstaller
    SÊ LIVRE | 29.10.2011 | 19.00Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A falar em Porcogal, é verdade que durante décadas este país foi gerido por porcos. Mas pode ser que agora a coisa devagar endireite. Quero desde já agradecer ao senhor Passos Coelho, por exemplo, a recente determinação em passar a usar software livre em todas as instituições públicas, pois isso vai na direcção das opções dos países mais evoluídos da Europa, como efectivamente vai permitir libertar-se as finanças públicas das grilhetas da Microsoft, que se tem vindo desde há muito a instalar no país com estratégias do mais variado tipo, até em "apoios" concedidos a escolas. Parabéns pela ideia de passar a usar Linux nessas instituições e proponho até a sua promoção para toda a gente considerada ser humano. Os atrasados podem bem manter-se no Windows. E se por acaso tiverem alguma questão sobre o uso de Linux no Estado, falem com os países nórdicos que o utilizam (ou com o Brasil) e eles ensinam-vos como resolver as mais variadas questões.
    PORTUGAL AGRADECE, PASSOS COELHO! | 29.10.2011 | 18.59Hver comentário denunciado
  • Ou para Porcogal... o país dos porcos
    VIVA O PORCOGAL!!! | 29.10.2011 | 18.36Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Ó migo, mas portugal é um Estado constituído por criminosos protegidos por os grandes negócios e os fazedores de leis. Portugal é o país das burlas, das cunhas, dos compadrios, das vigarices, dos desfalques, dos buracos de milhões, àlias há tanto buraco financeiro que eu até propunha que se mudasse o nome de Portugal para queijo suiço....
    anticristo | 29.10.2011 | 17.47Hver comentário denunciado
  • Esteja descansada, CRISTINA AZEVEDO, que de certeza que a senhora Isabel Stilwell nos próximos editoriais não vai descansar enquanto não tornar público esse assunto e exigir que a justiça seja feita. Pelo menos assim esperamos, pela importância que ela costuma dar a assuntos com crianças. Que o melhor aconteça. Alguém seria capaz de imaginar um Estado constituído por criminosos protegidos por os grandes negócios e os fazedores de leis? Cada vez mais gente abre os olhos de espanto.
    ATÉ QUANDO? | 29.10.2011 | 12.45Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Eu e o Martim PRECISAMOS DA TUA AJUDA: São 5 minutos: lê, assina se concordares e passa a um amigo. Muito, muito obrigado! www.peticaopublica.com/?pi=P2011N15814
    Cristina Azevedo | 28.10.2011 | 19.47Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Concordo com este editorial e lamento que a maior parte dos comentários traduza uma mentalidade século dezanove relativamente à educação das crianças e aos maus tratos às mesmas. Penso que quem defende o uso da violência (bater, sob qualquer forma, é violência) na educação das crianças não tem o conhecimento mínimo do que é uma criança. É espantoso que actualmente sabe-se cada vez mais de tecnologias e, parece, cada vez menos do ser humano. Li aqui comentários que não revelam só ignorância. Revelam falta de humanismo, falta de princípios morais e éticos e até indícios de psicopatia. Isabel S. esteve, desta vez, muito bem embora haja uma ou outra frase de que discordo. Só que o assunto é de tal gravidade que vale bem a pena acentuar os meus aplausos e só estranho que não seja consensual a opinião da editorialista.
    Ceton Lynce | 28.10.2011 | 19.25Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Que eu saiba, aqui ninguem disse que concordava com a violencia. O que se disse foi que as crianças hoje em dia são MAL EDUCADAS, e concordo inteiramente com o Charles quando ele aponta o dedo às mulheres. As mulheres e a sua estupida mania da libertação e igualde e o raio que as parta é que levaram o mundo a este estado. Mais, o aumento da paneleirice é também culpa do mulherio já que são elas que, por exemplo, nos seus programas televisivos passam a vida a convidar panascas e a dar-lhes relevo. Experimentem dizer mal de um panasca a uma mulher. Até vos come vivos... Sabem o que eu penso? Esta merda faz parte de um plano global do mulherio para acabar com os homens ou fazer deles escravos...
    anticristo | 28.10.2011 | 18.16Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Como fazer dos miúdos delinquentes, para que depois os pais tenham de aprender a lidar com delinquentes: http://www.youtube.com/watch?v=9K7rx5ZUY10&feature =relmfu
    DELINQUENTES NA INFORMAÇÃO | 28.10.2011 | 18.08Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • vale a pena ver este video: COMO CRIAR UM DELIQUENTE: . http://www.youtube.com/watch?v=x4PyDzxFeq4
    tiago | 28.10.2011 | 16.46Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Este é um bom editorial. Com substância, com profundidade e com opinião, com a qual até podemos nem concordar ... (Acho curioso nunca ninguém dizer isto da Isabel, quando ela o merece) ...
    alfa | 28.10.2011 | 15.52Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Sobre geoengenharia: http://www.guardian.co.uk/environment/blog/2011/oc t/06/us-push-geoengineering
    OUTRO INSULTO ÀS POPULAÇÕES | 28.10.2011 | 15.28Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Há de novo aviões a despejarem subrepticiamente mantos de partículas nos céus, que de repente estão a deixar as pessoas com sintomas gripais. A geoengenharia é crime, mas alguns insistem em terem direito a gasear as pessoas quando muito bem lhes apetece. Os responsáveis por tal actividade devem ser levados a um tribunal internacional contra crimes planeados contra a humanidade, e, dada a sua insistência nessa actividade mesmo depois de avisados para não o fazerem, deverá para eles ser instaurada a pena de morte por gaseamento também.
    NÂO BRINQUEM COM O SER HUMANO | 28.10.2011 | 15.25Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • De facto, critica-se por criticar. mesmo que se passe ao lado do texto escrito. Pareceu-me ler "abusos"; "maus tratos" e "violência" e não "par de tabefes" ou meros açoites. Destes últimos, até o Eduardo Sá recomenda e eu também. E creio que a autora da crónica também o fará. Agora se concordam com casos como os que lemos de "pontas de cigarro", "abusos sexuais", "casas pias" e outras que tais, matar de tareia - como já aconteceu e saíu demasiadas vezes noticiado na imprensa - estes sim, enquadrados naquilo de que se está a falar -, podem começar pelos vossos próprios filhos, para ver o resultado que dá. Eu fico-me pelos açoites que dou ao meu quando acho que ele já passou do risco e mesmo assim a mãe não gosta. Mas dou e ele que aprenda. Pôr um travão, sim, violência, desculpem lá, mas vão-se tratar.
    PEDRO B | 28.10.2011 | 12.44Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Outro insulto aos leitores destes jornal: não há nem tam havido qualquer referência aos eventos que decorrem na inglaterra e na américa sobre a ocupação de váriso locais por uma multidão de indignados. Na city of london desde pelo menos ontem o caso tornou-se de importância extrema, mas estes senhoras dos media continuam a insultar os seus leitores escondendo-lhes esses assuntos, e em vez deles informando-os de que os "Queen Homenageados com o prémio “Ícone Global” nos MTV EMAS 2011", de que "Concertos em Lisboa e no Porto já têm nova data", de que "Escândalo sexual de Dominique Strauss-Kahn inspira ópera escrita por Rui Zink", de que "Cavaco Silva recusa comentar resultados da cimeira da zona euro", e ainda por cima vêm com este editorial a falar de que somos todos cúmplices no abuso das crianças. Falem em vosso nome e da gente que vocês conhecem. Eu não sou cúmplice. Mas vocês são mais uma vez cúmplices dos abusos que têm vindo a ser cometidos sobre os cidadãos pela voracidade dos vossos amigos: http://www.guardian.co.uk/uk/2011/oct/28/occupy-lo ndon-city-st-pauls
    E NÃO FALAM DE LONDRES? | 28.10.2011 | 11.11Hver comentário denunciado
  • As mulheres abundam nas escolas, elas são professoas, directoras e funcionarias, e nunca se viu tanto bulling, acabaram as réguadas, os divórcios disparam fazendo que milhares de crianças sejam educados com as mães, acabou a autoridade que só os homens davam, as mulheres tem o PODER eu agora pergunto as crianças estão mais bem educadas??? nunca se viu tanta falta de educação nas crianças, agora até os homicidos são por jovens de 16 anos como hoje vem no CM, tudo isto é fruto das mulheres educarem as crianças, é o descalabro total.... professores são agredidos, crimes... a permissividade natural das mulheres estraga as crianças, pior inquina o nosso futuro, uma geração inteira estragada pelas mulheres...
    Charles | 28.10.2011 | 09.48Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Cara Isabel . . . ! Essa dos técnicos . . . ! E juízes de sabonete . . . ! Até tem razão . . . ! De ser . . . ! Agora quando mete . . . ! Detergente de . . . ! Lavar "malguinhas" . . . ! É que . . . ! É muito mais complicado . . . ! ! !
    alexandre barreira | 28.10.2011 | 06.56Hver comentário denunciado
  • Parece que ha gente que nao aprende. Óh Isabelinha, a srª quantos anos tem? 70? Não importa. Lembra-se certamente no seu tempo que as crianças levavam uns bons tabefes quando se portavam mal. Eu proprio, até levei menos do que os devia, e sou um grande homem, honrado. Nunca vi ninguem ficar malquinho ou desenraízado por ter levado uns tabefes. Mas claro, ja me esqueci que estamos nos tempos modernos. Não se pode tocar nas criancinhas que elas ficam traumatizadas. Eu, no meu tempo, nunca vi necessidade de haver uma linha SOS para os professores. Nunca vi os pais dos alunos a repreender e bater nos professores. Eu e as crianças do meu tempo, respeitavam os mais velhos. Hoje em dia os miudos são nojentos, arrogantes. Desde tenra idade que se apercebem que os papás são gente fina e deixam-nos fazer tudo, e aí de quem fizer algo ou disser algo ao menino ou à menina..... Quer vergonha. Eu continuo a dizer, que metam os estudos num orificio que eu cá sei, e quando os miudos precisarem, se o diálogo não for suficiente, então que se lhes dê uns bons tabefes. Ides ver se não teremos melhores homens e mulheres no futuro.
    anticristo | 28.10.2011 | 01.41Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE