EDITORIAL

Nunca vou deixar de ser "do Destak"

20 | 12 | 2012   22.45H
Isabel Stilwell | editorial@destak.pt

Estou a escrever sentada na mesa de um café, um pão-de-leite com fiambre meio trincado à minha frente, e a Coca-Cola por beber. 

Raramente me sento numa pastelaria, sou mais de agarrar no pão e de o ir trincando pelo caminho, num claro desrespeito pelas regras das refeições à mesa, numa revolta ainda adolescente, desconfio, contra os mandamentos dos meninos bem comportados. 

E se não me sento para comer, muito menos para ler ou escrever, pela simples razão de que a conversa das pessoas à minha volta, e quanto mais desconhecidos melhor, me atrai como um íman. Quero saber mais sobre elas, fascinam-me as suas histórias, e tenho de fazer um esforço gigantesco por não me meter na conversa, fazendo mil perguntas, dando a minha opinião ou partilhando da indignação ou da alegria. E, no final, fica sempre a vontade enorme de, mais tarde, partilhar aquelas vidas com quem me queira ouvir, ou ler.

Mas hoje estou aqui sentada, e é aqui mesmo que decidi escrever este texto, porque é tão difícil e tão diferente de todos os outros que, de uma forma estranha, não pode ser escrito nos lugares do costume, sentada no meu gabinete num computador portátil encarnado de letras já gastas, nem tão pouco em casa, com o verde das árvores que me enche a janela. 

Não planeei nada disto, entrei só para comer, mas apetece-me ficar, com a força com que o nosso inconsciente nos consegue surpreender, talvez porque é na rua que estão os leitores do Destak, porque é este o lugar onde diariamente o jornal toca e muda a vida das pessoas. 

E, afinal, é aos leitores do Destak, e à minha fantástica equipa, que quero agradecer estes cinco anos e meio em que fui directora do melhor gratuito português (que me perdoe a concorrência, nem em tempo de Natal consigo deixar de o dizer). E talvez me queira despedir de todos vocês aqui da rua, porque é na rua que todos os dias vou receber o jornal, com uma enorme satisfação e orgulho. Porque sei que nunca vou deixar de ser “do Destak”.

© Destak
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE