PUBLICIDADE
EDITORIAL

O cérebro distingue Deus do Pai Natal

14 | 04 | 2009   08.42H
Isabel Stilwell | editorial@destak.pt

À excepção de algumas «seitas» mais fanáticas, nem os católicos negam as evidências da Ciência, distinguindo perfeitamente entre a linguagem metafórica e poética do Antigo Testamento e a realidade, nem os cientistas têm a pretensão de provar ou negar a existência de Deus, como se as suas ressonâncias magnéticas e os seus apare-lhos tivessem a capacidade de captar e reduzir a uma "chapa" a complexidade do ser humano, do universo e de para aí além.

Mas a verdade é que a Fé não consegue deixar de fascinar os investigadores, ou não movessem montanhas. Agora foi a revista Newscientist a publicar um estudo, citado pela Lusa, em que cientistas dinamarqueses concluíram que a oração activa uma área do cérebro onde se processa o conhecimento social, ou seja, que rezar é como falar com um amigo.

O cérebro de 20 católicos praticantes foi "fotografado" no decorrer de três tarefas: enquanto recitavam o Pai Nosso, enquanto recitavam um poema, e uma terceira em que improvisavam orações pessoais, antes de fazerem pedidos ao Pai Natal.

Curiosamente, o Pai Nosso e o poema activaram a mesma área cerebral, mais propriamente a que está ligada à emuneração e repetição. Contudo, a oração improvisada pôs em funcionamento os circuitos utilizados quando se comunica com outra pessoa, e que nos concedem a capacidade de lhes imputar motivações e intenções.

Mas a complexidade não se fica por aqui: é que a reacção foi também diferente quando rezavam e quando se dirigiam ao Pai Natal: quando Deus era o interlocutor iluminavam o córtex pré-frontal (o que se acende quando comunicamos com pessoas reais), que se mantinha apagado no caso do Pai Natal, revelando assim considerá-lo uma figura fictícia, equiparada a um objecto ou a um jogo de computador.

A explicação é que «o cérebro não activa essas áreas por não esperar reciprocidade, nem considerar necessário pensar nas intenções do computador».

Assumindo uma postura cautelosa, o estudo termina concluindo que o que fica provado é, apenas, que quando os crentes rezam acreditam não só estar a falar com Deus, como que este os escuta. Já não é mau.

© Destak

13 comentários

  • A ciência continua a trabalhar para o Senhor Jesus.
    http://darwinismo.wordpress.com/
    Mats | 21.04.2009 | 00.02Hver comentário denunciado
  • Gostei do titulo: "distinguir entre Deus e o Pai Natal"
    Lúcia Lima | 15.04.2009 | 17.21Hver comentário denunciado
  • Cara Doutora Stilwell!
    "Assumindo uma postura cautelosa, o estudo termina concluindo que o que fica provado é, apenas, que quando os crentes rezam acreditam não só estar a falar com Deus, como que este os escuta. Já não é mau."
    Esta tese parece nova mas já tem muitos séculos! Só faltava a máquina para fotografar o cérebro. Na cultura Judaica embora tenha aparecido o Impronunciável a vários Profetas, não faziam figuras representativas das figuras da crença. Portanto tinham uma noção abstracta de serem ouvidos e correspondidos nas suas preces
    Já outras culturas para contornar esse abstraccionismo fizeram imagens de Mitos, de Deuses e de Santos. Além de fazerem retábulos destes últimos para exemplificar a sua Santidade. O antropomorfismo veio facilitar a ligação do homem com Deus. O Cristianismo chamava a essa prática paganismo, mas veio a cair nela para facilitar o conhecimento e veneração dos inúmeros Mártires e Santos.
    O que os cientistas fizeram agora com 20 crentes ou cobaias, já tinha sido realizado, não cientificamente mas dentro de um aspecto prático para facilitarem o dom da palavra do pregador e a componente antropomórfica, do assunto em questão.
    Teria mais que dizer sobre este mistério agora fotografado, mas não vinha facilitar o assunto.
    Ao refluxo da Preia-mar
    POSSEIDON | 15.04.2009 | 00.38Hver comentário denunciado
  • ahahahahahahha amigo CHARLES, fez-me sorrir!
    Mas olhe que é um equivoco, eu não tenho ódio aos católicos, coitados. Eu aceito perfeitamente que as pessoas professem religiões ou creiam naquilo que lhes dá nas ganas, seja o Benfica, seja a macrobiótica, seja a Vossa Senhora. Acho perfeitamente...humano, e é para o lado que durmo melhor.
    O que eu ODEIO, e, de facto, ODEIO, é a Igreja Católica, essa associação de malfeitores, e não os católicos. A maioria sabe lá alguma coisa da Santa Madre Igreja ou da própria religião a que diz pertencer...
    E porque é que odeio a IC e não as outras? Por duas razões principais:
    1- Pelo mal que fizeram a Portugal (o meu país) e aos portugueses (o meu povo) votando-os a um obscurantismo criminoso, durante séculos, que acho aviltante da condição humana!
    2- Porque quererem IMPOR a sua doutrina aos demais, a bem ou a mal, valendo tudo. Ainda hoje querem que toda a sociedade siga os seus principios e 'valores', não se contentando em doutrinar, apenas, os seus fiéis. Vemos isso na eutanásia, no aborto, na questão gay, etc, etc. Essa ânsia de poder, de influência, de dominio das mentalidades e dos costumes, é, de facto, a sua matriz e aquilo que lhe permitiu a longevidade.
    Mas há uma coisa que eu gosto na IC, sabe? Gosto de assistir ao seu estertor nas sociedades modernas!
    As pessoas bem se dizem católicas, mas de católicas têm pouco, como sabemos. E mais importante, não ligam peva ao que diz a hierarquia!
    JFK | 14.04.2009 | 19.02Hver comentário denunciado
  • Nem imagina como a 'castração' é afrodisíaca :) estudo? todos os livros dizem que a religião é benéfica porque as pessoas com fé adoecem menos e mesmo doentes curam-se mais depressa porque ACREDITAM e são OPTIMISTAS tem FÉ né ;) sim é verdade as freiras são famosas pelos seus doces e os abades pela gula, mas se reparar bem em cada cidade com um convento de freiras existia sempre um seminario de padres hummmmmmm :)
    "Ainda se falasse de outras religiões, ainda vá que não vá, mas a católica" como assim? no Islamismo são mais divertidos? os Hindus? os Budistas? primeiro os cristãos como são fieis não usam preservativo logo tem mais prazer mas JFK você quer ter 1001 parceiras sexuais?, fique sabendo que para provar o mar não precisamos de beber todo o oceano..."os ateus são pessoas divertidas, de bem com a vida e consigo próprios, descontraídas, soltas, alegres, coloridas, com bom astral" como é ????. fogo as prisões estão cheias de ateus, todos os maiores criminosos da história foram ateus, se fossem pessoas efectivamente felizes e sem sofrimento não faziam sofrer os outros ... para finalizar JFK é mais provável que seja: morto, roubado, violado, encornado por um ateu do que por um católico, nao sei porque tem tanto ódio aos católicos e mais, se um dia ficar pobre ou doente terminal é mais provável que um católico lhe dê a mão do que um ateu ... fiquem bem caro amigo...
    Charles | 14.04.2009 | 17.50Hver comentário denunciado
  • Oh CHARLES, qual estudo é que diz isso? Não acredito que haja algum estudo que possa dizer isso! É elementar, repare que os crentes (sobretudos os católicos) vivem aperreados na negação dos prazeres da vida, satisfazendo-se com alternativas. Ainda se falasse de outras religiões, ainda vá que não vá, mas a católica?? Difilmente podem ser mais felizes que uma pessoa livre. Mas enfim, cada um será como cada qual. Uma coisa eu sei, é que os crentes do catolicismo até podem ter a tensão arterial baixa (como eu que sou ateu e ao contrário da maioria dos portugueses, que são 'católicos'...) mas têm certamente a tesão sexual também baixa, coisa que não acontece com os ateus...
    eheheheehehehheehehehhhhehehehehheheheheheh
    SPOOOOORTING!!!!
    Até porque os ateus são pessoas divertidas, de bem com a vida e consigo próprios, descontraídas, soltas, alegres, coloridas, com bom astral. Já os católicos, chiça, é só penumbra e castração!!!!!!!
    JFK | 14.04.2009 | 15.18Hver comentário denunciado
  • amen!
    apolo | 14.04.2009 | 10.32Hver comentário denunciado
  • Eu sou muito pragmático e objectivo o que interessa são os resultados e segundo o estudo quem acredita em Deus tem mais saúde: tensão arterial baixa, menos stress, menos angustia, menos sofrimento...mais paz interior, mais serenidade enfim mais saúde...a paz e a serenidade estejam convosco :) fiquem bem e um bom resto de dia para vocês...
    Charles | 14.04.2009 | 10.31Hver comentário denunciado
  • Felizmente o tempo de enfiar Deus "pela boca adentro, como quando aos bebés se dá à força um xarope de óleo de fígado de bacalhau" já lá vai!!! Por isso eu canto de galo!!!! Sua canalha padreco-inquisitorial. Foge-vos o pé para o chinelo inquisitorial muito facilmente cambada de torcionários!!!!!!
    Lorpas!
    eheheheheheheheheheheheheheheh
    JFK | 14.04.2009 | 10.29Hver comentário denunciado
  • Riste demasiado para seres inteligente, JFK. é claro que um ateu histérico como tu pareces acredita tanto que Deus não existe como esses crentes de que falas acreditam que Deus existe. Entre os dois tipos, há um que perde qualquer coisa. E esse, sem dúvida, és tu.
    lado-a-lado | 14.04.2009 | 10.11Hver comentário denunciado
  • É esperável que a mesma trupe de idiotas que durante tanto tempo andou a acreditar no capitalismo desenfreado, em gays, e etc., coisas que hoje se encontram a desmoronar e a desfazer perante os seus próprios olhos, só venham a acreditar ou perceber um pouco da existência da espiritualidade humana e do próprio Deus quando ela lhes for enfiada pela boca adentro, como quando aos bebés se dá à força um xarope de óleo de fígado de bacalhau. É assim ainda, infelizmente, uma grande parte da comunidade humana, principalmente aqueles que tiveram a sorte de viver com algum conforto. Os paninhos quentes tornam os seres estúpidos em seres mimados, exigentes e teimosos...
    lado-a-lado | 14.04.2009 | 10.07Hver comentário denunciado
  • Ciência e Religião são duas linhas do comboio que é a vida, e caminham mais ou menos paralelas! Já dizia Einstein: quanto mais a Ciência descobre, mais caminha para o conhecimento de Deus.
    apolo | 14.04.2009 | 10.01Hver comentário denunciado
  • Que coisa mais parola! É óbvio que quando um crente de qualquer religião "fala" com a divindade da sua predilecção, está absolutamente convencido disso. Basta ir a uma Igreja qualquer, ir a Fátima, a Meca, a um templo taoista, budista ou observar a relação dos africanos animistas com as suas divindades. Se eles não acreditassem nesse 'diálogo' estavam lá a fazer o quê? Daaaa...
    A parolice é querer calçar a bota da Ciência para 'justificar' alguma existência divina. Isso é que nem com calçadeira, nem com KY...
    Para quem andou séculos a atacar a Ciência, a ridicularizá-la, a persegui-la, não deixa de ser engraçado. Como é engraçada a nova versão da "linguagem metafórica e poética do Antigo Testamento". Muito adequado quando se fala com pessoas com dois dedos de testa. Mas vão lá para Trás-os-Montes dizer que, afinal, aquilo é mais poesia, depois de andarem séculos a dizer que aquelas eram as palavras de Deuze, e vão ver se não são corridos à pedrada!
    É engraçada a retórica, o jogo de cintura, da Igreja e o esforço que os crentes fazem para dar alguma credibilidade à coisa. Em vão, mas se vivem mais confortados assim, enganando-se a si mesmos, deixá-los! Antes isso que andarem na droga...
    ehehehehehehehehehehehehehhehehehe
    JFK | 14.04.2009 | 09.47Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE