OPINIÃO

Reviravoltas

21 | 12 | 2016   21.24H
Lídia Paralta | destak@destak.pt
Há menos de duas semanas, o Sporting estava a uma vitória da liderança do campeonato, enquanto se discutiam os desenhos de Nuno Espírito Santo e o possível início da queda do Benfica. Uns quantos dias, um dérbi e um José Peseiro na rua depois, está tudo mais ou menos do avesso. Bem, há algo que não muda, o Benfica está na frente. Mas de resto: Nuno Espírito Santo já é só sorrisos e até recebe pedidos dos adeptos para tirar fotos e “selfies”, o Sp. Braga despediu o treinador, mas está em 3º lugar e no Sporting há claques que se dirigem ao centro de estágio para confrontar técnico e jogadores, coisa absolutamente normal. Absolutamente. Mas bem, afinal o possível 1º lugar transformou-se num 4º, com os mesmos pontos do V. Guimarães, e a tão desejada Liga Europa, onde os leões até podiam sonhar, culminou num adeus triste às competições continentais, com uma derrota na Polónia frente a um adversário que há dois meses andava a lutar por não cair nos lugares de despromoção da potentíssima liga do país. A vida dá voltas e reviravoltas e o futebol é mais parecido com a vida do que imaginamos. Isto tem a sua graça, porque de repente há uma dezena de pontos a separar os cinco primeiros da Liga, que ainda nem a metade vai. E nada nos diz que na Páscoa o cenário não será já outro (ou daqui a duas semanas) e isso é bom para nós, os que gostam de bola, e bom para o campeonato, que chorava por competitividade. Um pequeno presente de Natal que devemos aproveitar.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE