HORA BOLAS

Afinal, o que mudou?

08 | 01 | 2017   21.06H
João Malheiro
O FC Porto perdeu? A culpa é dos árbitros. O FC Porto empatou? A culpa é dos árbitros. O Sporting perdeu? A culpa é dos árbitros. O Sporting empatou? A culpa é dos árbitros. E a culpa da culpa dos árbitros é culpa do Benfica. Tem sido assim nos últimos anos, vai continuar a ser. Tudo porque o Benfica teve a culpa de ganhar, tudo porque o Benfica vai ter a culpa de continuar a ganhar. O FC Porto, na Taça da Liga, em três jogos (com dupla jornada caseira), empatou dois e perdeu um, precisou de 270 minutos para fazer um golo. A culpa? A culpa foi dos árbitros. E porque a culpa foi dos árbitros, a culpa foi do Benfica. O Sporting, na Champions, em seis jogos, perdeu cinco, quedou-se pela última posição, despediu-se das competições europeias. A culpa? A culpa foi dos árbitros. E porque a culpa foi dos árbitros, a culpa foi do Benfica. Os plantéis do FC Porto e do Sporting patenteiam demasiadas insuficiências, as duas equipas cometem demasiados erros? Não. A culpa é do Benfica, a culpa é dos penáltis não assinalados ou mal assinalados. O Benfica não tem bons jogadores, não tem bom treinador, não tem bom presidente, não tem bom público. O Benfica de bom tem a culpa. A culpa traja de vermelho e une sem culpa FC Porto e Sporting. Vítor Pereira, esse traidor sportinguista, mandava nos árbitros e teve a culpa de oferecer troféus ao Benfica. Fernando Gomes, esse traidor portista, manda no futebol e tem a culpa de oferecer troféus ao Benfica. Querem que fale a sério? O que é que mudou? O que é que mudou mesmo? Os árbitros, na generalidade, não passaram a favorecer culposamente o Benfica. Os árbitros passaram a não favorecer culposamente o FC Porto. E o Sporting berra, berra muito, porque o Benfica, no mesmo país, na mesma cidade, tem a culpa de ser maior e quase sempre melhor.
© Destak
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE