OPINIÃO

Uma semana de futuro

03 | 05 | 2017   23.07H
Duarte Cordeiro (Vice-Presidente da Câmara de Lisboa)
Decorre a 6ª Semana do Empreendedorismo de Lisboa. Até domingo, teremos mais de 30 eventos com cerca de 70 parceiros e mais de 5.000 pessoas envolvidas em cerca de 30 locais por toda a cidade. É um grande festival que pretende valorizar o empreendedorismo lisboeta. Todo o programa e a comunidade de start-ups, incubadoras, aceleradoras, fab labs e maker spaces, espaços de coworking, empresários e investidores, podem ser vistos e acompanhados na plataforma madeoflisboa.com, que pretende valorizar o ecossistema empreendedor e os atores, assim como proporcionar contactos, oportunidades e condições para reforçar ligações entre cada um. Esta 6ª edição fica marcada pela apresentação dos resultados alcançados por Lisboa no Relatório “Startup Genome Report”, onde figuramos pela primeira vez neste estudo que compara os principais ecossistemas empreendedores do mundo. Foi feito um grande caminho para chegarmos até aqui, da Startup City que ambicionávamos ser em 2011, à cidade do Websummit em 2016, tornando-nos foco de atenção do mundo. Podemos olhar para trás com orgulho, desde os pioneiros das startups e aceleradoras, aos responsáveis políticos e dirigentes dos principais instrumentos de promoção da economia da cidade. Lisboa destaca-se, neste relatório, pela ligação a ecossistemas mais maduros, pela internacionalização das empresas e acesso a mercados internacionais, por ter a mais elevada taxa de mulheres fundadoras de startups (17%) e também empreendedores com elevada formação académica. Somos pequenos, ainda com poucos casos de sucesso internacional e poucos investidores de capital com experiência, mas queremos ser um dos principais Hubs de criatividade e inovação do mundo. Com este estudo, que convido a conhecer, sabemos melhor as nossas forças e por onde crescer.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE