OPINIÃO

Como não entender Marco Silva?

31 | 05 | 2017   21.36H
Lídia Paralta | destak@destak.pt

Era uma vez um clube de futebol que era o sonho de muito e bom treinador e que agora é território de medo. Um clube que passa em pouco mais de 10 anos de campeão europeu a descartado por treinadores que preferem lutar uma posição a meio da tabela em Inglaterra. Acham estranho? Eu nem por isso.

Marco Silva terá estado no Porto e em pouco tempo percebeu o que teria à sua espera no Dragão: uma equipa sem dinheiro para contratações e obrigada a vender os jogadores mais valiosos. Ainda assim, o objetivo pedido era claro: ser campeão nacional.

O técnico olhou para o cenário, agradeceu e foi embora. Recusou o FC Porto por esperteza e instinto de sobrevivência: Marco Silva sabia que iria à Champions mas provavelmente não teria matéria prima para lutar por bons resultados e que a própria luta pelo campeonato não seria fácil.

E falhar no FC Porto seria suicídio para o jovem técnico que, de forma inteligente, optou por outro caminho. Provavelmente mais demorado, mas que poderá trazer outros frutos no futuro.

O Watford é um clube de risco porque tem uma direção pouco paciente com treinadores, mas ali Marco, que ainda só tem 39 anos, terá fundos para construir uma equipa à sua imagem e mostrar-se na Premier League, a liga mais valiosa do Mundo. E se correr bem, os gigantes ingleses estarão atentos.

Marco pode ter dado um passo pequeno ao deixar o Hull pelo Watford, mas com certeza que na sua cabeça estarão passos muito maiores. É só preciso ser racional, ter um pouco de paciência e não ir logo com toda a sede do mundo ao pote.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE