OPINIÃO

Lisboa, cidade de todas as idades

07 | 02 | 2018   23.19H
Duarte Cordeiro (Vice-Presidente da Câmara de Lisboa)
Este é o nome do programa conjunto lançado entre a Câmara Municipal de Lisboa e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, as duas principais instituições públicas da cidade. O programa tem como ponto de partida Lisboa ser uma cidade em rápido processo de envelhecimento, com cerca de 1/4 da sua população com mais de 65 anos e o facto da esperança média de vida desta faixa da população aumentar progressivamente, em grande medida resultado da melhoria da qualidade e das condições de vida, como dos cuidados de saúde. Estes aspectos são agravados por parte relevante dessa população viver isolada. Esta realidade, que pode acentuar-se no futuro, tem de implicar mudanças nas respostas sociais e exige políticas integradas. É por isso que estas duas instituições se uniram e estabeleceram objetivos para a promoção de uma vida ativa, autónoma e apoiada. O primeiro objetivo passa pela promoção de condições para uma vida ativa, através de programas de participação cívica e associativismo, culturais e desportivos e de apoio à mobilidade na cidade. O segundo objetivo é a promoção de uma vida autónoma, através de serviços de apoio domiciliário e a adaptação das habitações e do espaço público, tornando-os mais seguros. Para reforçar a autonomia pretende-se, ainda, melhorar os cuidados de saúde primários, a requalificação dos centros de dia e a capacitação da rede de cuidadores informais. Por fim, ambiciona-se uma vida apoiada, através da construção de novos equipamentos e do aumento de vagas em estruturas residenciais para idosos e em cuidados continuados. É um programa que se inicia agora com a fase de recolha de contributos junto da Rede Social. É um excelente exemplo de trabalho cooperativo entre instituições públicas e a comunidade.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE