HORA BOLAS

Bruno goleia Rio

18 | 02 | 2018   23.00H
João Malheiro

Quanto vale o PSD na sociedade portuguesa? Partido com longo histórico de governação, acaba de eleger um novo líder e procura reforçar a validade da oposição ao executivo PS com o apoio parlamentar de toda a esquerda. A família social-democrata, agora liderada por Rui Rio, reuniu-se em congresso no último fim de semana.

Quanto vale o Sporting na sociedade portuguesa? Clube com longa tradição competitiva, acaba de realizar uma histórica Assembleia Geral, aprovando por farta maioria alterações estatutárias e reiterando, por números insuspeitos, o apoio ao líder Bruno de Carvalho, apostado em terminar com a hegemonia do Benfica e obstar a que regresse ao FC Porto.

Bruno de Carvalho, por ironia, até é simpatizante do PSD. Rui Rio, sem ironia, talvez não seja adepto do Sporting. No pretérito sábado, estiveram em confronto. Em confronto? Confronto mediático. Bruno de Carvalho bateu Rui Rio. No desfile televisivo do serão de anteontem, o presidente do Sporting concitou bem maiores atenções do que o seu comparsa do PSD.

Com mais a propósito, em dois importantes segmentos, o futebol comprimiu a política. Houve goleada nos ecrãs, houve goleada nos escólios. Até por isso, talvez se entenda melhor (mesmo com conteúdos tantas vezes abjetos e ordinários) as opções editoriais das TV’s com esse cada vez maior chorrilho de futebol nos horários principais.

Por paradoxal que pareça, após um triunfo tão folgado, Bruno de Carvalho, no delírio dos resultados internos, exige aos comentadores afetos ao seu clube que renunciem às prestações televisivas. Com uma ou outra exceção, vai perder essa batalha. É que o dinheiro, o ego e a expressão púbica valem muito. Valem, seguramente, mais do que o sportinguismo, o sportinguismo não remunerado, não visível, não egocêntrico.

© Destak
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE