OPINIÃO

Sporting: o alguma coisa ou nada

01 | 03 | 2018   00.06H
Lídia Paralta | destak@destak.pt

Com a reta final do campeonato aí à porta, o Clássico de amanhã pode ser uma espécie não de tudo ou nada mas de alguma coisa ou nada para o Sporting. Com o FC Porto a 5 pontos, os leões não têm muito mais hipóteses do que ganhar se quiserem continuar na luta pelo título. Em caso de derrota, os oito pontos de diferença serão quase impossíveis de suprimir. E um empate também não melhora muito a situação da equipa de Jorge Jesus, que terá de esperar por uma série de deslizes de dragões e também do Benfica. A vitória relança o Sporting, que ainda assim fica com pouca margem de manobra para falhar.

A pressão é, portanto, máxima. E não ter Gelson e possivelmente Bas Dost deve tirar horas de sono ao treinador da equipa de Alvalade. A esta distância, o FC Porto parece favorito. E mesmo que o Sporting estivesse na máxima força, o FC Porto seria favorito. Porque joga em casa e porque nos últimos jogos foi uma máquina destruidora, impassível as lesões que têm afetado o plantel. Se Aboubakar está de molho, Soares aparece na melhor forma da época. Se Danilo está parado, a dupla Herrera e Sérgio Oliveira resolve. E se Alex Telles se magoa, o jovem Diogo Dalot, 18 aninhos apenas, responde com duas assistências no primeiro jogo a titular no campeonato.

É claro que a história dos Clássicos está cheia de jogos ganhos pela equipa que parecia, à partida, mais frágil. Será por isso talvez mais importante jogo do Sporting esta época. Porque a Liga Europa pode ser um objetivo, mas o que os adeptos do Sporting querem mesmo é o campeonato.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE