INSTANTES

Não vale a pena

23 | 04 | 2018   19.21H
Luisa Castel-Branco
Abriu a janela e ficou a olhar para a rua, lá em baixo. A água escorria como um rio pequenino, e continuava a pingar. As janelas em frente estavam embaciadas e as luzes acesas deixavam ver famílias sentadas à mesa, gente que se movia de um lado para o outro. Noutra janela, um casal idoso sentado a olhar para a televisão. E a chuva continuava. Ela olhava e olhava e parecia não abarcar nada. Os olhos voltavam sempre à rua, à água que escorria e às pedras lavadas da calçada. Deixou-se ficar ali até o tempo se perder no tempo. Agora a rua a brilhar com a chuva refletia o que se passava na sua alma. Como se estivesse a ver a sua vida a passar, ano após ano, embrulhada na água, nas folhas que desciam rápidas e em desalinho. Como o desalinho, a desorientação que reinava na sua cabeça, no bater descompassado do coração. Que fiz eu à minha vida? Porque não percebi onde vinha parar? Que fiz eu à minha vida? E a ladainha continuou sem que emitisse um som. Era antes um falar para dentro de si mesma, ao encontro daquela que um dia fora e se perdera. Pudesse ela falar-lhe agora! “Não vás por aí! Não acredites!” Ah! Tanta coisa errada que fizera! Na rua, os candeeiros de luz amarela refletiam-se, e pareciam dançar com a água da chuva. Nas janelas das casas dos outros havia vida. Lá fora, ninguém. Tal como ali na sua casa. Às escuras. Em silêncio. Só ela a falar sem falar, a olhar sem olhar. O que fazer quando já não há nada para sonhar, razão para acordar de manhã, uma mão que se estenda numa carícia de compreensão? A solidão pode ser apenas isto. Uma rua escura. A água da chuva que corre com pressa. O escuro que a envolvia e os sons que vinham de algum lado para acompanhar o choro do seu coração. Só isto. In “Nos teus olhos vejo o mundo” Editora Clube do Autor
© Destak

3 comentários

  • LUÌSA,até ao último suspiro,VALE SEMPRE A PENA.
    RODAVLAS-já centenário | 08.05.2018 | 12.21Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Se este povo aceita ser governado pelo inimigo só tem o que merece!
    E já gozam... | 29.04.2018 | 21.58Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • -----INCÊNDIOS DO ANO PASSADO -------------------O POVO PORTUGUÊS ESPERA QUE A ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA QUE PROVOCOU DELIBERADAMENTE OS INCÊNDIOS, REIVINDIQUE ESSES ACTOS TERRORISTAS - TUDO INDICA PARA TERRORISMO INCENDIÁRIO- TODOS OS INCÊNDIOS FORAM LANÇADOS AOS FINS DE SEMANA E TIVERAM COMO PONTO DE PARTIDA AS FASES MAIS DÉBEIS DA PROTECÇÃO CIVIL. O PRIMEIRO ANTES DO INÍCIO DA ÉPOCA DOS INCÊNDIOS E O SEGUNDO DEPOIS DE ACABAR A "FASE CHARLIE", QUANDO FORAM DESMOBILIZADOS OS PRINCIPAIS MEIOS E LOGO DEPOIS DO FIM DE SEMANA ELEITORAL. ISTO SÃO COINCIDÊNCIAS A MAIS TENDO AINDA EM CONTA A FORTE DERROTA ELEITORAL DOS PARTIDOS DA ACTUAL E NOVA DIREITA FASCISTA QUE FOI AFASTADA DO PODER:-------------------------------------------- ------------------------------------- PORTUGAL É MAIOR E MAIS PODEROSO DO QUE ESSES CRIMINOSOS INCENDIÁRIOS E NÃO DEVE TER MEDO DE VIVER E CONVIVER COM O TERRORISMO À SEMELHANÇA DOS ATAQUES QUE SOFREU O REINO UNIDO E A FRANÇA NÃO PODEMOS VACILAR PERANTE ESTE CRIME FORTEMENTE ORGANIZADO.--------------------------- • Alguns Feitos Históricos Surpreendentes Relatados na História de Portugal: • 600 portugueses defenderam a fortaleza de Diu num cerco de vários meses contra 70 galés turcas e um exército de terra de 23.000 homens. Após a perda de milhares de homens os turcos desistiram, considerando os portugueses invencíveis. No final do confronto restavam apenas 40 guerreiros portugueses capazes de lutar.------------------------------------------ • Um piloto português veio da Índia para Portugal num pequeno barco a remos com uma só vela, tendo o Rei D. João III mandado queimar a minúscula embarcação para não constar que uma viagem destas fosse possível.---------------------------------------- --- • Um português desafiou sozinho um exército turco de milhares de guerreiros para recuperar um capacete perdido que lhe tinha sido emprestado.--------------------------------------- ---- • Cinco portugueses tomaram uma galé turca de 150 guerreiros.--------------------------------------- --------- • Dois portugueses defenderam um baluarte em ruínas contra 700 turcos, impedindo a sua tomada.---------------------- • 120 portugueses conquistaram uma fortaleza defendida por um exército de 50.000 guerreiros.--------------------------------------- -- Recentemente formos amargamente roubados pelo partido único P.P.D/P.S.D - CDS- e a nova líder Assunção Cristas de Eucalipto que só sabe apagar velas de aniversário, quer aproveitar estes ataques terroristas ainda não reivindicados para encobrir a maior derrota da direita em Eleições Autárquicas. Esta senhora que aprovou a "eucaliptização" do país quer agora um extintor de incêndios em cada árvore e quer alcatifar de amianto o Pinhal de Leiria? . O Povo deve pensar bem nos acontecimentos e exigir que o Ministério Público através dos órgãos de polícia criminal vá procurar os vestígios dos engenhos pirotécnicos que foram usados para desencadear os fogos que lavraram de forma descontrolada e são já considerados o "11 de setembro português"------------------------------
    RIC | 24.04.2018 | 14.18Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE