PUBLICIDADE
ESTRANHO QUOTIDIANO

O que os meus olhos viram

12 | 02 | 2010   09.36H
J.L. Pio Abreu

Eu vi os partidos extremos da esquerda e da direita obrigarem um governo em apuros a reduzir a receita e aumentar a despesa. A direita tem tendência a reduzir a receita e a esquerda tende a aumentar a despesa. Mas ver os dois extremos coligados para defender ambas as coisas, era coisa nunca vista.

Eu vi o Dr. Jardim propor uma coligação dos partidos extremos da direita e esquerda. O Dr. Jardim costuma dizer coisas espantosas. Mas pensar num governo composto por Paulo Portas, Ferreira Leite, Francisco Louçã e Jerónimo de Sousa, é ainda mais espantoso.

Eu vi Felícia Cabrita fazer um "must" jornalístico com a divulgação de processos judiciais sigilosos, tal como fizera nos casos Freeport e Casa Pia. Eu sei como ela consegue obter os segredos mais bem guardados. Mas ver o País pendurado nas iniciativas desta mulher, é coisa arrepiante.

Eu vi dois magistrados da província, depois de cuscarem conversas entre jovens negociadores, convencerem-se de que existia um plano para destruir o Estado de Direito. Os jovens apenas falavam de nos livrar da fúria justiceira de Manuela Moura Guedes e seu marido. Achar que o casal Moniz é o Estado de Direito deve ser anedota.

Eu vi a comunicação social dizer que não existe liberdade de expressão em Portugal, enquanto usava a liberdade de atacar o poder de forma nunca vista. Eu lembro-me do tempo em que não existia liberdade de expressão. Dizer que ela não existe agora, soa-me deveras estranho.

© Destak

14 comentários

  • Lápis Azul é o novo album dos Dr. Salazar
    banda de Metal da Amadora. interventivo
    MAN | 05.10.2010 | 20.00Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Os meus olhos viram (e viveram) o fascismo salazarista; os meus olhos viram (e continuam a viver) este regime socrático que, desde 2005 a esta data, em nada se afasta do regime do velho Botas. A Liberdade existe por eu estar a escrever isto? Realmente naquela altura não existia Net, nem computadores em casa das pessoas e a nossa revolta contra o regime era feita das mais variadas formas. Lembra-se disso ou ainda não tinha idade, na altura, para berrar contra o regime do velho? E eu vi tanta coisa com os meus olhos: os bufos, os PIDE's, a CENSURA, o LÁPIS AZUL, enfim, aquelas coisitas de somenos importância que estão agora a surgir de novo embora com outras nomenklaturas...
    VivaPortugal | 15.02.2010 | 23.25Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Vê lá se pões uns óculos, para poderes ver melhor! É Socretinos...
    pqp | 15.02.2010 | 12.07Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Pio, filho, olha que há erros de paralaxe. Este país está tão projectado para a lama que neste momento tudo, mas tudo mesmo, é melhor que o governo Sócrates. O que viste foi, na realidade, a dramatização desses assuntos. Tem que ser assim, para "absorver". É marketing, não te deixes impressionar.
    WebDot | 15.02.2010 | 09.41Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Já começaram a poisar: estão a pedir o fim dos administradores nomeados pelo estado e o fim da golden share. A PTfica à mercê das Telefónicas, France Telecom, ritish, Deutsch, etc ...
    Albicastro | 14.02.2010 | 22.46Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Nós vimos, tu vistes e eu, infelizmente, não tenho os mesmos olhos que o comentador. Logo, as versões diferem pelos olhos de cada um. É lógico que os olhos têm as suas diferenças, tanto daqueles que estão sentados, muito confortavelmente, num sofá, a ver a televisão por cabo, como dos outros que não têm televisão e aguentam com tudo aquilo que podem ver.
    Os Olhos | 14.02.2010 | 22.12Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Este apoiante de sócrates, e outros, só vêem os que querem ver, infelizmente.
    Kim | 13.02.2010 | 01.15Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Eu denunciei o comentário e recebi um agradecimento... que significa "denunciar" neste caso? ... Este JL devia dar-se a conhecer... É fácil atacar o, pelos vistos, dr. Pio Abreu... Se não concorda com ele, apresente argumentos.
    José Coelho | 12.02.2010 | 19.53Hver comentário denunciado
  • O que você queria era uma Felícia a querer tirar-lhe algum segredo bem guardado a si. Mas deixe lá, sempre pode-se ir entretendo a tirar segredos bem guardados ás suas doentes de consultório, algum dia pode ser que consiga sacar algum assim, mesmo mesmo muito interessante.
    JL | 12.02.2010 | 19.03Hver comentário denunciado
  • Excelente ... o que os seus olhos viram ... outros também viram a que ponto os órgãos do poder nas relações entre si e perante nós cidadãos comuns não são as adequadas nos actos que os que nos representam ... evidenciam uma certa desordem de norma ... bem como des-afirmada em axiomas(verdades) em termos éticos e também de justiça perante uma Nação ... mas também digo que a maneira empolada de vários grupos instalados nos seus interesses emitem uma imagem de estado de sítio onde as liberdades e garantias estão implicadas ... acho um exagero ... apesar de denotarmos uma certa junção do poder económico, politico e judicial ... o compadrio ... o que é extremamente grave tornando um país mais pobre, com maior corrupção e sem soluções empreendedoras, de desenvolvimento para uma País onde existe um "corpo" bonito mais o espírito colectivo fica aquém ... parece que cada um quer puxar a brasa à sua sardinha ...
    A liberdade de expressão nunca será liberdade absoluta ... esta quer queiramos quer não está sempre condicionada ... num espaço mais ou menos restrito de possibilidades reais e humanas porque quando acaba a minha começa a do outro e está sujeito a este exercício ... Estranho e lamentável tudo isto ... troca tintas ... sacos rotos e afins ... e manobras que trazem desconfiança e muita ... bem como a descredibilização das Instituições do Estado ... e dos intervenientes... o Diz que disse ... o fez que não fez ... e andamos neste talk show degradante ...
    marluz | 12.02.2010 | 13.58Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O que também os meus olhos viram, e a minha alma sentiu . . . o estado em que está o estado de direito . . . !
    alexandre barreira | 12.02.2010 | 12.43Hver comentário denunciado
  • Henry Ford, na sua obra política, já no início do século XX tinha uma visão global sobre certos assuntos que hoje parecem copiados a papel químico dos dessa altura.
    HENRY FORD | 12.02.2010 | 12.23Hver comentário denunciado
  • Caro Pio Abreu: resta saber se existem outros interesses (para além dos óbvios interesses políticos) por detrás de todas estas charadas e, porque não mesmo dizê-lo, campanhas. Cheira-me a fortes interesses económicos (BPN?,BPP?). Os abutres devem estar quase a poisar ... vamos esperar para ver.
    Albicastro | 12.02.2010 | 11.42Hver comentário denunciado
  • todinha de razao pelos vistos o poder nao esta nao esta na politica ou judicial e sim na empresa .QUANDO NAO TEM RAZAO APENAS UMApequenina nota num cantinho do JORNAL? aqui outros poderes se levantam qem sao ?NEM A JUSTICA CONSEGUE PARAR
    ana | 12.02.2010 | 11.24Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE