PUBLICIDADE
ESTRANHO QUOTIDIANO

O turbilhão

13 | 05 | 2010   21.45H
J.L. Pio Abreu

O último fim de semana foi histórico neste mundo global. O capital circulava à volta do globo e fazia turbilhões mais rápidos do que aqueles que a atmosfera engendra. Na Europa, num dia se perderam milhões, no outro dia tudo estaria perdido se ela continuasse a dormir. Melhor: se os nossos políticos não se soubessem entender a uma velocidade compatível com a dos cliques electrónicos.

Não era caso para menos. Por bem ou por mal, vivemos hoje dependentes dos fluxos de dinheiro que circulam pelos discos duros dos computadores. Aos políticos eleitos cabe governar os povos que os elegeram. Mas eles deixaram-se adormecer quando acreditaram nas virtualidades da livre circulação do dinheiro transaccionado nos mercados. Enquanto os governos antigos se entregavam nas mãos de Deus ou da Glória Nacional, os governos actuais iam-se entregando nas mãos do Mercado.

Mas os mercados são feitos e dirigidos por homens. Não homens como nós, que nos vemos face a face, vivemos uns para os outros e aceitamos alguma frugalidade em troca da sã convivência, mas homens vidrados nos computadores e cegos para tudo o que não seja a sua ganância. E estes são implacáveis. Seriam capazes de destruir milhões de pessoas em troca de ganhos chorudos. Foi o que esteve quase a acontecer.

Neste fim de semana, os políticos europeus subverteram a lógica dos mercados ao criarem uma barreira de dinheiro fora da livre circulação. Assumiram a sua responsabilidade perante quem os elegeu e demonstraram que a inteligência pode vencer a irracionalidade predadora.

© Destak

15 comentários

  • Gostei .O termo certo é mesmo ganância .
    Ganância à solta, selvagem e, o pior de tudo, ganância institucionalizada .
    Há muita gente ainda que pensa no mercado como uma força poderosa e "correctora", produtora de uma homeostase social global .
    A realidade dos factos vai contradizendo essa ideia e é bom saber-se que aqueles que nos representam ao mais alto nível vão tomando nota do assunto .e vão tirando daí as consequências .
    gurefe | 19.05.2010 | 14.17Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A teoria do "ataque especulativo" é a maneira que a incompetência governativa, fiscalizadora e legislativa engendraram para justificar-se. Os ditos especuladores são um mero bode-espiatório para que as políticas de esquerda que levaram ao défice e à recessão económica estrutural de países como Portugal e Grécia, sejam perdoadas.
    Bode-Espiatório | 18.05.2010 | 23.29Hver comentário denunciado
  • O que é estranho é o Mercado só ter feito soar essas campainhas depois de os bancos terem assaltado por todo o lado os cidadãos nesse Grande Assalto dos Bancos. Claro que funciona o Mercado. Não funciona é como deveria funcionar. Pelo que o Mercado só provou que é um especulador do mais sinistro que há. E que não tem grande sentido numa sociedade futura. O Mercado tem tanto sentido como o próprio Comunismo, ou seja, estão ambos obsoletos. A via é a terceira via, que liminarmente elimina da equação o que realmente fere as sociedades e lhes traz caos: a USURA.
    ANTI-USURA | 18.05.2010 | 20.31Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Mais uma vez o Mercado provou que funciona e tem quase sempre razão. O problema financeiro português e grego é real, tem fundamento e resulta de políticas despezistas e de sobreendividamento que até o mais simples chefe de família sabe que não é sustentável no médio-longo prazo. Todos os limites do bom senso económico tinham vindo a ser quebrados e agora o Mercado faz soar as campainhas e com muita razão e toda a propriedade! Depois não venham dizer que o Mercado não os tinha avisado. O Mercado é nosso amigo, ele dá-nos os melhores conselhos e só quer o nosso bem comum.
    JM | 18.05.2010 | 14.16Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Caro Pio, procure conhecer quem é e o que fez Scott Reuben, médico, o Madoff da Medicina. Depois vá procurar quais as falhas na barreira que separa a boa da má medicina. Obrigado.
    Scott Reuben | 18.05.2010 | 10.09Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Mas que turbilhão no estádio de Oeiras! Até os comemos, caragooooooooo...!
    GUARDA ABEL | 16.05.2010 | 18.26Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Doutor, parabéns, um bom texto! Por mim acabava com os psicólogos todos porque também estes estão na origem de toda esta crise ao arranjarem justificações para tudo, como superiores intendentes da mente humana. Segundo eles ninguém deve ser incriminado ou condenado porque a culpa ou é dos seus genes ou das condições em que foram criados ou vivem. Em contrapartida, aumentaria o número de psiquiatras para curar as vítimas de todos os desmandos que ascendem a cerca de sete milhões e meio, dado que os restantes são os desviados comportamentais.
    TERAPÊUTA | 15.05.2010 | 16.25Hver comentário denunciado
  • Parece que o pessoal ficou mais ou menos agradado!
    Abel Pereira | 14.05.2010 | 20.29Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Ah foi, filho, criaram uma barreira? Veremos então se não foi uma barreirinha de areia que a próxima onda ... "nivelará"!
    w | 14.05.2010 | 16.04Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Finalmente já alguém percebeu que o Capital tem vida própria e é uma Besta altamente perigosa. Andaram anos a negar o Marx, mas agora percebem que ele tinha, pelo menos em parte, razão!
    anónimo | 14.05.2010 | 11.33Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Viva a democracia e viva a burguesia! Dito de outra forma, viva a burgodemocracia! Abaixo o proletariado! Começamos a voltar à idade média e a trabalhar de borla para os grandes senhores. Já viram a preocupação dos banqueiros, só porque vão lucrar, estou a dizer bem lucrar, menos! Por mim, também trabalharei de borla, mas para um exército de salvação nacional que corra com esta bandidagem toda e os meta nos calabouços. Posso até fazer de Robin Wood ou Joana D`Arc.
    GINA | 14.05.2010 | 08.49Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • É verdade, na nossa "santa terrinha" todos falam muito e ninguém faz nada . . . e depois ficam à espera de "aparições" ! ! !
    alexandre barreira | 14.05.2010 | 07.59Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Muito bem, MARQUÊS também!
    ANTI-VÍRUS | 13.05.2010 | 22.45Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Doutor, sinceramente, gostei. Apenas entendo que não foi uma vontade europeia, mas sim da Alemanha com a coadjuvação da França. Nós, os latinos, especialmente os portugueses, gastaríamos até onde o crédito nos deixasse. Este país não tem futuro porque os seus recursos naturais foram desprezados e os políticos, em vez de promoverem o desenvolvimento, preocuparam-se em encher os bolsos com as ajudas comunitárias. Daí que não exista um tecido empresarial sustentado pelo e para o mercado. Não, aqui, vive-se, ou melhor, parasita-se o estado e, indirectamente, o cidadão que, por sua vez, também gravita em torno desse mesmo estado, na sua maioria. Eles são: os boys, as vacas, as ovelhas ronhosas..., enfim, toda a bicharada. Insisto, por que não se reduz a despesa do estado em tudo o que é desnecessário? Todos nós vemos gastos supérfluos nos diferentes organismos. Todos conhecemos associações, fundações, institutos...cuja utilidade é completamente nula e só servem para colocar os amigos e sugar dinheiro do orçamento. Trata-se de uma parasitagem generalizada. Pior que isso não são fiscalizadas. Conheço várias associações financiadas por autarquias em que todos os seus órgãos são constituidos por pessoas da mesma família. Pais, filhos, netos... Não têm contabilidade, não tem livro de actas, não tem qualquer elemento de registo seja do que for. Apesar disso, recebem sistematicamente dinheiros, supostamente, para promoverem actividades que nunca realizam ou com custos bem inferiores aos dos subsídios recebidos. Isto é uma anarquia reinante. Mas convençamo-nos que neste desfile carnavalesco o rei apresentar-se-á nú, completamente nú. Com gente desta e políticos destes o afundanço será total. Estamos a protelar a queda deste governo para quê, se ele já não existe? Dizem os analistas que é para não desestabilizar os mercados e manter a sua confiança. Mas como, se já está tudo desestabilizado e a confiança perdida!? Creio que quanto mais tarde pior. Afinal, a partir de agora, passamos a ter dois governos: o PSD manda e o PS executa. Não pode ser assim, portugueses, meu bom povo! O Chico Esperto pode ir embora e poderemos reabrir investigação, inquéridos, audições e outros porque mais baixos poderes se levantarão. Reforme-se completamente a justiça e faça-se justiça!
    MARQUÊS | 13.05.2010 | 22.41Hver comentário denunciado
  • Muito bem! Contra vírus, a primeira coisa é montar uma boa "firewall". Depois, é aos pouco ir aos ninhos dos vírus, expô-los à luz para todos verem e deitar-lhes para água oxigenada quanto baste. Lá iremos, com calma, no caminho da imunização.
    ANTI-VÍRUS | 13.05.2010 | 22.38Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE