PUBLICIDADE
EDITORIAL

O filho de Ronaldo e as crianças-objecto

05 | 07 | 2010   20.22H
Isabel Stilwell | editorial@destak.pt

A declaração de Cristiano Ronaldo de que é pai e as reacções em redor desta notícia revelam que continuamos a considerar as crianças, antes de mais, como bebés-objecto. Bens que pertencem a quem detiver o registo de propriedade e que podem ser trocadas e alienadas a gosto dos adultos.

Não é uma coisa nova, sobretudo nas classes mais altas em que os pais dispunham da vida dos filhos para com elas fazer ou consolidar alianças, mas é uma coisa triste, incompatível com os direitos das crianças que hoje queremos ver postos em prática. Quer os pais tenham ou não fama e dinheiro.

Num primeiro momento, a notícia deixa qualquer um feliz. Ao assumir o filho recém-nascido, presume-se que de uma relação ocasional, Ronaldo porta-se bem. Não faltam exemplos de homens que recusam a prestar-se ao teste de ADN, quanto mais a acolher a criança. Mas onde começamos a tropeçar é nos “direitos exclusivos” que o pai anuncia, ufano, como se o filho fosse só seu.

Como se fosse bom para alguma criança ser rejeitada ou eventualmente vendida pela mãe, como se fosse um jogador de futebol a quem se comprasse o “passe”. O furor feito à volta desta notícia deixa claro que, para muita gente, ser filho do CR já é mais do que bastante (“E o puto só se for um ingrato é que não agradece!”). Mas ser filho só de um pai, ou só de uma mãe, não chega, e ser capaz de exercer em conjunto os direitos parentais, mesmo quando separados, é o que os bons pais devem aos filhos.

Finalmente, a hipótese da barriga de aluguer. Embora inverosímil, foi propagada com entusiasmo pelos media, como se fosse ético e normal alguém pagar a uma mulher para gerar, dar à luz e ceder uma criança. Como se tivéssemos todos passado a achar que os ricos têm direito a reger-se por leis morais feitas em Hollywood.

© Destak

8 comentários

  • do caso esmeralda? ó roberto é o crinstinao e ninguem lhe rapta o filho das protecçoes de menores, porque ele é rico, conhecido etc etc ainda lhes dizia, como o fez ao jornalista " um dia alguem vai te matar" mas se fosse pobre em vila real santo antonio . decerteza lhe raptavam o filho, tenho a serteza absoluta. ele que venha aqui passar ferias, o filho vai logo parar ao aboim assunção, sem espinhas ...... este comprou um filho? tem dificuldade em faze-los, tanta genica para que e tanta gaja a quer come-lo e vai comprar um filho?
    olha manda esa para aqui nos tratamos delas, ja tque tu nao tratas hehehhe.
    ter a fama de putanheiro e nao ter proveito nao presta , eu nunca comprava um filho, mas ei que custam muito dinheiro, alguns ate sao preso por rapto de crianças eu seiiiiiiii
    jorge monteiro-algarve | 16.07.2010 | 09.27Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Stilwell, até parece que te esqueceste das alarvidades que tu escreveste sobre o caso Esmeralda. O Baltazar fez exame de ADN, sempre quis a filha Esmeralda e tudo fez em tribunal para poder ser o verdadeiro pai, mas preferiste o casal Gomes-Lagarto que não passam de uns reles ladrões/compradores de crianças, mas com alianças poderosas. Tu és tendenciosa, interesseira e feminista. Metes nojo, quando tentas ser moralista.
    Geração de Maio de 68 = Geração de Merda
    Roberto | 09.07.2010 | 20.22Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Stilwell, até parece que te esqueceste das alarvidades que tu escreveste sobre o caso Esmeralda. O Baltazar fez exame de ADN, sempre quis a filha Esmeralda e tudo fez em tribunal para poder ser o verdadeiro pai, mas preferiste o casal Gomes-Lagarto que não passam de uns reles ladrões/compradores de crianças, mas com alianças poderosas. Tu és tendenciosa, interesseira e feminista. Metes nojo, quando tentas ser moralista.
    Geração de Maio de 68 = Geração de merda
    Roberto | 07.07.2010 | 13.10Hver comentário denunciado
  • eu nunca vi ests mulheres a defenderem as crianças quando se trata de Madonna, ou Jodie Foster, ou Britney Spears, ou lá que for a bimba de Hollywood, mas como se trata de um homem, e português ainda por cima, já se fazem de virgens ofendidas!! Isto é puro feminismo, qual interesse das crianças qual quê...
    anónimo | 06.07.2010 | 12.30Hver comentário denunciado
  • Não é asim tão surpreendente esta noticia, sobretudo porque vinda de quem vem. Este jovem já deu vários exemplos de falta de respeito para com as mulheres, que também trata como objectos. O que realmente considero lamentável é que a lei permita esta exclusividade quanto ao poder paternal (é claro que a suposta mãe teve de concordar com o facto) mas acima de tudo, deveriam defender-se os interesses da criança.
    Ana | 06.07.2010 | 12.02Hver comentário denunciado
  • Totalmente de acordo com cada palavra aqui escrita e com alguém equilibrada que tal como eu se preocupa com o rumo que as sociedades e mentalidades jovens estão a evoluir. Para um mundo vazio de sentimentos, vazio carinho e compreensão, parece que o dinheiro compra tudo, mas temos sempre esperança que os valores mais altos morais consigam derrubar a longo prazo esta idiotice chamada libredade de açcão sobre si próprio e sobre os outros.
    Maria do Vale | 06.07.2010 | 10.29Hver comentário denunciado
  • é uma "moda" dos ricos, absurda? é!, mas....não vivem eles num mundo á parte? que todos nós não conhecemos?? também é verdade!! ponha-se no lugar do ronaldo, D. Isabel, e se tivesse milhares de miúdas, mulheres solteiras, casadas, divorciadas, sei lá que mais, a quererem ter um filho dele por causa do DiNHEIRO, o que faria você?? se ele quer o filho, que o tenha, ele não atropelou ninguem, nem sequer está escrito que a mãe vai deixar de ter contacto com o miudo...! pois não?!
    anónimo | 06.07.2010 | 10.23Hver comentário denunciado
  • Muito lindo, mas quando existem milhares de crianças "objecto" que são mandadas para os "contentores" da sociedade, ninguém se rala com isso . . . !
    alexandre barreira | 06.07.2010 | 07.06Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE