PUBLICIDADE
OPINIÃO

Coragem e patriotismo

14 | 06 | 2011   19.36H
José Luís Seixas

O silêncio que tem rodeado a formação do novo Governo pode ser um bom augúrio. Mais importante do que as linhas programáticas – as quais, em bom rigor, se acham desenhadas no memorando de entendimento que contratualiza o auxílio financeiro internacional – são as pessoas que irão assumir o timão deste barco tão frágil perante uma tempestade com a dimensão da que se avizinha. O governo destes tempos exige muito músculo, muito prestígio e muita determinação.
E, sobretudo, um enorme desprendimento e um grande patriotismo. Quando os portugueses sentirem na pele os sacrifícios de que, por enquanto, apenas se fala, os ‘rostos do poder’ serão apupados e vilipendiados. Então já ninguém se recordará do Eng. Sócrates, do memorando ou da crise internacional. Nesse momento o governo em formação converter-se-á no bode expiatório do passado que colocou o País à beira do abismo. Serão os nomes dos seus ministros os pronunciados nas praças públicas como os responsáveis das muitas desgraças que baterão à porta de todos os portugueses. É bom ter presente que a memória histórica dos povos é um breve instante que se esvai como o fumo de um cigarro.

© Destak

9 comentários

  • Este MANUEL TAVARES deve ser mais um dos "socialistas" que para ir e vir a Paris gastavam aos cidadãos mais de 1000€ numa viagem de avião.
    1000€ IDA/VOLTA!!! | 23.06.2011 | 11.23Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Memória histórica a curto e longo prazo deveria recordar que um PM lutou contra a especulação dos mercados da divída pública, contra o FMI onde Cavaco pensava ter o afilhado António Borges para o ajudar a controlar o governo do país.
    Esse PM conseguiu que lhe fosse disponibilizado (pela Sr.ª Merkel) o acesso a um fundo em condições muito favoráveis e que não lançava o país numa crise como a da Grécia. O parlamento da esquerda comunista à direita liberal e populista, gostavam muito de ser como os gregos e preferiu um acordo com a "troica" à custa de um custo avassalador para a sociedade portuguesa. Os partidos da oposição preferiram uma vitória politíca e concordam com aquilo que alguns "sábios" dizem ser duas fatalidades nacionais: A pobreza, o chicote, e a sobrevivência económica vitalícia de um grupo de chicos-espertos com valores de estrebaria, primeiro eu, depois eu, e os outros que se ... amolem.
    Este Seixas com estes artigos mais não faz de mostrar como este último grupo se comporta para o seu grupo conseguir controlar a sociedade, e para isso dá muito jeito ter um governo que compreenda o seu grupo.
    Manuel Tavares | 22.06.2011 | 16.07Hver comentário denunciado
  • It will be the last comment on Destak as a newspaper and hypocrisy of mere commentators on class and people who can not lose, I'm sorry, that in Portugal, to find low-level media.
    Abílio Mesquita Brandão | 22.06.2011 | 00.28Hver comentário denunciado
  • Ainda nem começaram a Governar, já as aves do agoiro estão a sobrevoar os escolhidos...Escolhido, LEMBRO, pelo POVO... Aqui não é Cuba; china, ou EX-URSS. Aqui é assim e quem não estiver bem, abala...!
    Rosabranca | 18.06.2011 | 02.01Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • CORAGEM E PATRIOTISMO devem ter os portugueses para continuarem a ser espoliados e a servir de fundos do POTE tão cobiçado. Patriotas para correr com todos os que queiram desrespeitar o Direito de ser Português e de poder dizer NÃO e BASTA quando for preciso! Ninguem pede a ninguem que vá para o Governo. Vão porque querem e todos se têm saído muito bem! A sede de POTE é afrodisíaca! Coragem e Patriotismo tem que ter o POVO português! Porque já não é ignorante nem se deixa enganar! O tempo o dirá!
    Ninguém é obrigado a Governar! Demagogias! | 15.06.2011 | 23.26Hver comentário denunciado
  • Allons enfants de la Patrie,
    Le jour de gloire est arrivé.
    Contre nous de la tiranie...
    ...
    Acabados que foram os maus augúrios, eis que chegam os bons.
    Apenas que estes bons augúrios são feitos a quem começou a derrocada, há uns bons anos atrás (vide estórias de Cavaco e seus cúmplices). Músculo, prestígio e determinação para lixar o povo é o que não falta por aí e que o "falecido" Sócrates também tinha. Desprendimento e patriotismo também não faltam porque em nome da Pátria fizeram-se as maiores barbaridades e continuarão a ser feitas. O Sócrates era primeiro ministro, mas tinha uma oposição inoperante. A culpa, portanto, é de todos. Além disso, os lugares de chefia das empresas públicas estão repartidos por PS e PSD. Diria mesmo que não sei quem tem mais. Claro que daqui em diante só o novo governo pode ser culpado. O Sócrates foi-se e o PS esbateu-se. Mas que justiça esta que só se culpa o Sócrates por este estado de coisas se o problema já vem de longe! Esquecem-se que o FMI já cá tinha estado por duas vezes com Mário Soares e que com este começou a venda das quase mil toneladas de ouro das nossas reservas. Já lá foram seiscentas, pasme-se! Seguiu-se um Cavaco desastrado que só fez aumentar a dívida e proporcionou aumentos de 0,000 num ano. Lembram-se? Talvez não porque "a memória histórica é um breve instante que se esvai como o fumo de um cigarro" Por isso querem acabar com os fumadores, para verem se a memória regressa. rsrsrs
    LILA | 15.06.2011 | 18.44Hver comentário denunciado
  • O governo liderado pelo eng. José Sócrates esteve de 2005 a 2010 a viver da gestão da imagem, da fantasia, da mentira e principalmente da irresponsabilidade. O eng. José Sócrates cometeu tanto atropelo ao bom senso e tanto erro por falta de aptidões técnicas, competências e carácter, que só nos restou chamar a ajuda do FMI e da UE. Portugal dentro de poucos anos será obrigado a abdicar do euro, pois a sua economia não tem condições para competir com as demais. Voltaremos ao escudo, fecharemos as fronteiras e sairemos da União Europeia que será apenas uma união comercial Franco-Alemã. Portugal vai voltar-se de novo para o mar, o além-mar e o agrarianismo que foram destruidos, criticados e tão mal-amados desde 1974 quando as reservas de ouro eram bastas e o país era enorme. "A verdade vem sempre ao de cima."
    João | 15.06.2011 | 12.21Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • É... Mas aqui o Párreira num gosta... Quem sabe se for um prato de MARISCO?
    EUETU | 15.06.2011 | 09.14Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • É assim mesmo . . . !
    Caro JLS . . . !
    A "malguinha" . . . !
    Bem "asseada" . . . !
    E respeitar a fila . . . ! ! !
    alexandre barreira | 15.06.2011 | 07.10Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE